Home Política OAB questiona Coaf sobre investigação a Glenn e violação de direitos
Desmoronando

OAB questiona Coaf sobre investigação a Glenn e violação de direitos

Documento foi encaminhado pela Ordem dos Advogados do Brasil nesta sexta e aborda preocupação com o desrespeito à liberdade de expressão e de imprensa
Publicado por Cláudia Motta, para a RBA
16:42
Compartilhar:   
Pedro França/Agência Senado

OAB questiona Coaf sobre pedido de investigação do jornalista Glenn Greenwald, responsável pela veiculação de notícias com troca de mensagens por meio das quais Moro orientava atuação dos procuradores da Lava Jato

São Paulo – A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) encaminhou nesta sexta-feira (5) ofício ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) sobre a suposta solicitação de investigação, por parte da Polícia Federal, das movimentações financeiras do jornalista Glenn Greenwald, editor do The Intercept Brasil. A informação foi divulgada na terça-feira (2) pelo site O Antagonista e diversos outros veículos de comunicação, sem ser negada nem pela PF, nem pelo Coaf. No mesmo dia, o ex-juiz Sergio Moro respondia a perguntas dos deputados da Câmara Federal, em Brasília, sobre os vazamentos de mensagens trocadas entre Moro e o procurador Deltan Dallagnol, da Operação Lava Jato, noticiadas pelo The Intercept.

Questionado por alguns parlamentares sobre a veracidade dessa solicitação ao Coaf, o atual ministro da Justiça do governo Jair Bolsonaro não respondeu. No documento endereçado ao presidente do Coaf, Roberto Leonel de Oliveira Lima, a OAB trata da preocupação  diante do “risco de violação dos direitos à liberdade de expressão e à liberdade de imprensa, ambos garantidos na Constituição e imprescindíveis ao Estado Democrático de Direito”.

No ofício, assinado pelo presidente nacional da OAB, Felipe Santa Cruz, a entidade afirma ainda “que a manutenção da democracia só é possível com a possibilidade de a mídia atuar livremente”.

Leia a íntegra do documento