golpe

Com decisão do MP, senadores pedirão a paralisação do impeachment

Ministério Público Federal alegou que as chamadas pedaladas fiscais não configuram crime de responsabilidade, arquivando investigação

reprodução
impeachment

“Esse processo está desmoralizado de uma vez por todas”, afirma o senador Lindbergh Farias

247 – Após a decisão do Ministério Público, que pediu arquivamento do processo das “pedaladas fiscais” contra Dilma Rousseff, senadores da base aliada do governo afastado entrarão com requerimentos para paralisar a comissão do impeachment no Senado.

Ontem, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) ingressou com um requerimento para que o Senado escute o procurador.

“E agora? O que fará o Tribunal de Contas da União? E o Senado Federal?”, questionou Gleisi, lembrando ser esta a acusação que embasou o afastamento temporário da presidenta. Segundo ela, a única solução possível é o arquivamento do pedido de impeachment, uma vez que está comprovada a inocência de Dilma.

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) afirmou que outros senadores devem seguir o movimento e entrar com pedidos para interromper os trabalhos da comissão no processo contra Dilma. “Esse processo está desmoralizado de uma vez por todas. Como é que o Senado vai continuar levando esse processo de impeachment à frente?”.

Ele lembra que nos dias 19 e 20, juristas de todo mundo e personalidades farão um tribunal moral internacional para julgar esse processo.