Progressão

Casos de coronavírus no mundo atingem marca de 1 milhão, com mais de 50 mil mortos

Os Estados Unidos têm o maior número de registros: 235.747. São 5.520 óbitos até agora

Ed Reed / Mayoral Photography Office
Prefeito de Nova York, Bill de Blasio, conversa com médicos e paramédicos

São Paulo – Como se calculava na véspera, o total de casos de coronavírus no mundo atingiu a marca de 1 milhão nesta quinta-feira (2), com mais de 50 mil mortes. Até agora, o número de ocorrências chega a 1.000.889 e o de óbitos, a 51.371.

A incidência de casos mostra rápida progressão. Atingiu mil em 24 de janeiro, para chegar em 1 milhão pouco mais de dois meses depois. Nesse mesmo intervalo, a quantidade de mortes saltou de 41 para 51 mil.

Do total de casos, 739.304 são ativos, dos quais 37.702 (5%) são considerados sérios ou críticos. E 261.585 foram concluídos, com 210.214 com cura (80%) e 51.371 óbitos (20%).

Os Estados Unidos têm o maior número de registros: 235.747. São 5.520 óbitos até agora. Mas dois países europeus, Itália e Espanha, mostram mais letalidade. Têm 115.242 e 110.238 casos, respectivamente, com 13.915 e 10.096 mortes.

China e Brasil

A Alemanha, principal economia europeia, aparece em seguida, com 84.284 casos confirmados e 1.089 óbitos. Na China, onde o vírus foi detectado inicialmente, os casos, que parecem refluir, somam 81.589, com 3.318 mortes.

No Brasil, de acordo com balanço divulgado hoje pelo Ministério da Saúde, são quase 8 mil casos e 299 mortes. Em todas as situações, aqui e no exterior, o número provavelmente é maior, devido a subnotificações e insuficiência de testes.