esforço internacional

Encontro na Holanda denuncia o golpe no Brasil

Coletivos de mais de vinte países europeus se reúnem em Amsterdã para tratar das ameaças à democracia após o impeachment

Reprodução/Facebook
holanda golpe.jpg

Junto com novas estratégias de conscientização e mobilização, será elaborada elaborada a Carta de Amsterdã

São Paulo – Correspondente da Rádio Brasil Atual na Europa, Flávio Aguiar comenta encontro em Amsterdã, na Holanda, reunindo mais coletivos de mais de vinte países para denunciar o golpe no Brasil. O primeiro Encontro Internacional pela Democracia e Contra o Golpe vai até domingo (29) e começa hoje com uma exposição de fotos sobre as manifestações de 2016 contra o impeachment. Amanhã (28) ocorrerão mesas com debates, que serão transmitidas ao vivo pelo Facebook. Entre os temas estão os interesses geopolíticos em torno da construção do golpe, o papel de ativistas na resistência e as consequências do desmonte da Petrobras na educação e na saúde.

Participarão das discussões o sociólogo e cientista político Emir Sader, o jornalista Breno Altman, o ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência Gilberto Carvalho, a filósofa Marcia Tiburi, a eurodeputada portuguesa Marisa Matias, diretor da Federação Única dos Petroleiros Tadeu Porto, o professor Francisco Dominguez, da Universidade de Middlesex, no Reino Unido, e os advogados que atuam na defesa do ex-presidente Lula. 

Ouça