Você está aqui: Página Inicial / Política / 2018 / 08 / Reportagem desvenda engodo do chamado 'Ranking dos Políticos'

Fique de olho

Reportagem desvenda engodo do chamado 'Ranking dos Políticos'

Na hora de pesquisar desempenho dos parlamentares na internet, tome cuidado com sites como estes, que de independentes, apartidários e isentos não têm nada
por Redação RBA publicado 05/08/2018 17h26, última modificação 06/08/2018 08h01
Na hora de pesquisar desempenho dos parlamentares na internet, tome cuidado com sites como estes, que de independentes, apartidários e isentos não têm nada
Arquivo/Agência Senado
Ana Amélia vice de Alckmin

Considerada a melhor segundo o ranking, Ana Amélia defende, por exemplo, que os ruralistas andem armados

São Paulo – Ela votou a favor da PEC dos Gastos Públicos, que pode deixar o Brasil sem bolsas de pós-graduação a partir de agosto de 2019 e da reforma trabalhista. Defensora dos ruralistas, foi agraciada com o prêmio Líder do Agronegócio Brasileiro 2018. A vontade com bandeiras do lobby armamentista, é aliada do Armas pela Vida, que defende a posse de armas no meio rural para solucionar questões agrárias em favor dos latifundiários.

Figura de destaque entre os que odeiam o PT, acusou Gleisi Hoffmann de violar Lei de Segurança Nacional ao "pedir que o Exército Islâmico" viesse atuar no país quando a presidenta do partido concedeu uma entrevista ao canal árabe Al Jazeera. Sem contar o apoio àqueles gaúchos extremistas, que puseram tratores nas ruas para intimidar a caravana de Lula no Rio Grande do Sul.

Esta é a senadora Ana Amélia (PSDB), candidata a vice-presidenta na chapa do também tucano Geraldo Alckmin, ex-governador de São Paulo, famoso por botar a polícia para bater e perseguir estudantes e matar jovens pobres e negros da periferia.

Ana Amélia é a lider do chamado ranking dos políticos, com 600 pontos. Um ranking, aliás, que tem, basicamente, parlamentar do PSDB, MDB e PP. Apesar de dar a impressão de credibilidade e independência na defesa das bandeiras contrárias à corrupção, aos privilégios e em prol do voto consciente, é capitaneado por Gustavo Franco, ex-presidente do Banco Central de FHC, que saiu recentemente do PSDB para se filiar ao partido Novo e presidir a Fundação Novo, ligada ao partido.

Entre outros estrategistas do ranking estão empresários e cientistas políticos, entre eles que já trabalharam para a Atlas Network, uma organização financiada pelos irmãos Koch, que apoiou o MBL.

Em um mergulho na estrutura do ranking, o jornalista João Filho, do The Intercept, desvenda quem é quem em mais este instrumento criado para vender a imagem de políticos sem compromisso com os interesses sociais, maquiados por dados convenientemente distorcidos.

Confira a integra da reportagem clicando aqui.