Home Educação CPI das Universidades avança na Assembleia Legislativa de São Paulo
Debate

CPI das Universidades avança na Assembleia Legislativa de São Paulo

Apesar do caráter persecutório da Comissão, foi aprovado requerimento que pede explicações quanto aos valores do ICMS repassados às instituições paulistas
Publicado por Redação RBA
14:36
Compartilhar:   
José Antonio Teixeira/Alesp

CPI das universidades

De acordo com Wagner Romão, ao menos R$ 200 milhões não foram destinados às universidades em 2018

São Paulo – Um documento solicitando explicações com relação aos valores do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação Serviços (ICMS) destinados às instituições públicas de ensino superior do estado de São Paulo, foi encaminhado durante sessão da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Universidades Públicas realizada na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), na quarta-feira (15), mesmo dia da Greve Nacional na Educação.

Considerada uma ofensiva contra as instituições paulistas para enfraquecê-las e desmoralizá-las perante a opinião pública, associando-as a um pretenso “marxismo cultural”, segundo especialistas ouvidos pela Rádio Brasil Atual, a CPI deu um passo positivo a favor de Universidade São Paulo (USP), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e Universidade Estadual Paulista (Unesp) ao aprovar o requerimento. A avaliação é do professor Wagner Romão, em entrevista à repórter Ana Rosa Carrara.

O coordenador do Fórum das Seis, que reúne entidades de representação das três instituições, explica que ao menos R$ 200 milhões deixaram de ser repassados em 2018 devido a deduções fiscais. “As universidades dobraram de tamanho nos últimos 20 anos, sem recursos adicionais”, critica. O requerimento que pede explicações sobre a destinação do imposto, de autoria da deputada estadual Maria Izabel Noronha, a Bebel (PT-SP), será agora remetido à Secretaria da Fazenda e, de acordo com Romão, também será exigido dos parlamentares um debate quanto aos dados.

Ouça a reportagem