Home Cultura Anna Ratto apresenta sua pluralidade por meio de novas sonoridades
liberdade

Anna Ratto apresenta sua pluralidade por meio de novas sonoridades

Após o álbum 'Tantas', artista regravou canção do exílio de Caetano Veloso em single feito em estúdio
Publicado por Felipe Mascari
11:19
Compartilhar:   
Nana Moraes/DIVULGAÇÃO

Anna Ratto fez barulho, no ano passado, ao lançar o álbum Tantas, o quinto de sua carreira. Considerado plural, renovado e sem medo de arriscar, Anna deu voz a diversos compositores ao seu redor

São Paulo – O programa Hora do Rango desta terça-feira (17) recebe a partir do meio-dia, a cantora e compositora carioca Anna Ratto. Sintonizada com o momento político do Brasil, a artista lançou recentemente o single Como 2 e 2, uma leitura da canção de Caetano Veloso, da década de 1970, no período em que esteve exilado em Londres.

“Senti certa urgência em gravá-la. É forte, é recado, é necessidade”, define Anna Ratto, que fez barulho, no ano passado, ao lançar o álbum Tantas, o quinto da carreira. Considerado plural e inovador, Anna não teve medo de dar voz a diversos compositores próximos. Assim, o disco também abriu espaço para novas sonoridades, do pop à música eletrônica.

“Queria gravar essa gente talentosa da minha geração que tem produzido coisas incríveis, gente que está por perto ou nas minhas pesquisas. Já gravei ídolos consagrados, como Gil, Erasmo, Tom Zé. Neste disco quis cantar os meus ‘jovens ídolos’ e estar mais comprometida com o meu canto, ser canal”, afirma.

O programa

Hora do Rango, apresentado por Colibri Vitta e premiado pela Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA), recebe ao vivo, de segunda a sexta-feira, ao meio-dia, sempre um convidado diferente com algo de novo, inusitado ou histórico para dizer e cantar. Os melhores momentos da semana são compilados e reapresentados aos sábados e domingos, no mesmo horário.