Home Cultura Movimentos saem às ruas de São Paulo contra cortes de Doria na cultura
Reivindicação

Movimentos saem às ruas de São Paulo contra cortes de Doria na cultura

Mobilização de artistas e agentes culturais está marcada para hoje (10) no Teatro de Contêiner Mungunzá, na região central
Publicado por Redação RBA
13:55
Compartilhar:   
Rovena Rosa/EBC
Ato pela cultura SP

Setor tem constantemente verba reduzida.Na quinta (11), Frente Estadual de Cultura fará audiência pública por melhorias

São Paulo – Artistas, agentes, produtores e educadores protestam nesta quarta-feira (10) contra as ameaças de cortes na cultura, anunciadas pelo governador João Doria (PSDB). A partir das 14h, os manifestantes se concentram em frente ao Teatro de Contêiner Mungunzá, na Rua dos Gusmões, 43, na Santa Ifigênia, região central. De lá partem em caminhada para reivindicar investimentos no setor.

O governador chegou a afirmar nesta semana que voltou atrás da decisão e não haverá mais o contingenciamento, no entanto, o ato prossegue porque a medida ainda não foi revogada, de acordo com a atriz e pesquisadora teatral da Kiwi Companhia de Teatro Fernanda Azevedo, em entrevista à Rádio Brasil Atual.

“Não é a primeira vez que o Doria tenta desmobilizar o movimento através de promessas que não são cumpridas, ou não é exatamente o que ele fala que vai acontecer”, destaca Fernanda aos jornalistas Marilu Cabañas e Glauco Faria acrescentando que, pela proposta do governador, os cortes serão evitados com parcerias público-privadas que, na prática já ocorre.

“Apesar do orçamento de São Paulo de quase R$ 270 bilhões, a gente tem por volta 0,35% desse montante dedicados à pasta da Cultura (…) e o que ele está querendo dizer é que não vai mais investir dinheiro público”, avalia Fernanda.

Os protestos contra reduções na verba do setor continuam ainda pela semana. Na quinta (11), a Frente Estadual de Cultura também convocou uma audiência popular para tratar do Programa de Ação Cultural (Proac) que estão sendo prejudicados com os cortes, ao lado dos pontos estaduais de cultura. A reunião está agendada para as 18h, na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Ouça a entrevista