Você está aqui: Página Inicial / Mundo / 2010 / 12 / Santos agradece a Chávez por capturar um dos principais líderes guerrilheiros da Colômbia

Santos agradece a Chávez por capturar um dos principais líderes guerrilheiros da Colômbia

por Renata Giraldi publicado , última modificação 28/12/2010 15h29

Brasília – O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, agradeceu na segunda-feira (27) ao presidente da Venezuela, Hugo Chávez, por ter capturado um dos principais líderes do grupo guerrilheiro Exército da Libertação Nacional (ELN), Nilson Albín Terán Ferreira, conhecido pelo codinome de Túlio. De acordo com Santos, Túlio era o segundo líder da linha de frente do ELN e foi condenado a 40 anos de prisão. As informações são da Presidência da República da Colômbia.

 "Eu quero destacar isso [a prisão de Túlio pelas autoridades venezuelanas] e agradecer ao presidente Chávez e às autoridades venezuelanas que cooperaram em todas as frentes, inclusive como aqui demonstrado, a frente da segurança", afirmou Santos.

Em seguida, o presidente fez um perfil de Túlio. “Esse bandido tinha 13 mandados de prisão e foi condenado a 40 anos de prisão, em junho de 2007, pelo Tribunal Criminal de Valledupar, por sequestro e, posteriormente, por assassinato”, disse Santos.

Os governos da Venezuela e da Colômbia ficaram rompidos por alguns meses até o começo deste ano, quando retomaram as relações políticas e diplomáticas. Para chegar a um acordo foram firmados várias ações conjuntas em setores estratégicos, como segurança e comércio. Chávez e o ex-presidente colombiano Alvaro Uribe divergiram sobre o tratamento dispensado às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Santos, como seus antecessores, tenta combater as ações das Farc e do ELN, grupos guerrilheiros que mantêm atividades em áreas estratégicas da Colômbia. Em setembro, ao visitar o Brasil, o presidente colombiano reiterou que o combate às guerrilhas colombianas é tema de política interna de seu governo.

Fonte: Agência Brasil