Impactos

Sindicalistas fazem protesto em concessionária da Ford contra fechamento da empresa

Em manifestação, trabalhadores chamaram a atenção para o efeito negativo na economia

Jaélcio Santana/Força Sindical
Manifestação de hoje foi para mostrar que todos os setores sentirão o impacto do fechamento. Inclusive as revendas

São Paulo – Ato convocado por centrais sindicais na manhã desta quinta-feira (21) se concentrou diante da concessionária da Ford na avenida Ricardo Jafet, no bairro do Ipiranga, em São Paulo. Os manifestantes protestaram contra o fechamento das fábricas da montada no Brasil, anunciado na semana passada.

Eles se concentraram no sentido centro da avenida, deixando faixa liberada para o trânsito. E chamaram a atenção para o efeito da saída da Ford em toda a cadeia de negócios desencadeados pela empresa, o que inclui as própria rede concessionária, fornecedores, fabricantes de autopeças e até oficinas mecânicas. Além do impacto na economia, com redução de massa salarial e de tributos a municípios e estados.

Em Camaçari (BA), onde fica uma das fábricas a serem desativadas, o Sindicato dos Metalúrgicos realizou assembleia e ato ecumênico. Representantes da entidade participaram de reuniões em Brasília, em três embaixadas, procurando interessados em se instalar no polo industrial. Já os metalúrgicos de Taubaté (SP) mantêm vigília diante da fábrica desde que a empresa anunciou o fechamento.


Redação: Vitor Nuzzi
Edição: Paulo Donizetti de Souza

Leia mais


Leia também


Últimas notícias