Mensagem

Lula diz manter ‘quarentena’, comenta crise do coronavírus e prega solidariedade

Ex-presidente divulga vídeo com críticas à postura de Bolsonaro diante da crise, elogia trabalho da imprensa pede união nacional: “Mais solidariedade, menos ódio”

Reprodução
"Estou cuidando de mim e quero que você cuide de você. E é obrigação do governo cuidar das pessoas, não de seu ego"

São Paulo – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva distribuiu em vídeo gravado para seu canal no YouTube sua primeira manifestação pública depois de retornar da Europa. Depois de 12 dias de agendas naquele continente, Lula testou negativo para coronavírus ao chegar ao Brasil e decidiu, mesmo assim, submeter-se a uma quarentena. O objetivo é se preservar e evitar riscos também às pessoas próximas.

No vídeo, Lula classifica como patética a entrevista coletiva concedida pela equipe liderada pelo presidente Jair Bolsonaro. “Não era possível eu ficar quieto”, disse. E fez um apelo: “Eu estou cuidando de mim e quero que você cuide de você. E é obrigação do governo cuidar das pessoas, não de seu ego”.

O ex-presidente afirma que o governo não deve colocar a preocupação com a questão fiscal à frente do combate à pandemia e precisa investir recursos para que o país supere a pandemia da Covid-19.”Primeiro salvamos o povo, depois a economia.”

Lula elogiou a cobertura da imprensa no esforço de produzir informação sobre a pandemia observou ainda a contradição de Bolsonaro, que falou em instaurar estado de calamidade pública. “Primeiro ele diz que é histeria, depois diz que é calamidade.” Assista: