Home Política Após se despedir do neto, Lula deixa cemitério em São Bernardo
Luto

Após se despedir do neto, Lula deixa cemitério em São Bernardo

Ex-presidente deixou o cemitério Jardim da Colina por volta das 13h
Publicado por Redação RBA
13:40
Compartilhar:   
Reprodução
Lula velório

Lula foi recebido por apoiadores e pessoas que lhe prestavam solidariedade na chega ao cemitério

São Paulo – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou, por volta das 13h deste sábado (2), o cemitério Jardim da Colina, em São Bernardo do Campo, na região do ABC, onde acompanhou o velório e sepultamento de seu neto Arthur Araújo Lula da Silva, de 7 anos. Na saída, acenou para pessoas que foram ao local prestar solidariedade a ele.

Lula chegou às 8h31 no aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Permaneceu ali até pouco antes das 11h, já que, de acordo com despacho da juíza Carolina Lebbos, o ex-presidente poderia permanecer pelo período de uma hora e meia no velório. 

Segundo a advogada Tainã Góis, da Rede Feminista de Juristas, em entrevista à Rádio Brasil Atual, não há previsão legal para a limitação de tempo imposta pela magistrada. “No caso de Lula, todo processo penal foi de afronta à própria lei e a execução penal não sai desse caminho. Mostra que o que está escrito na lei não vale nada se não é aplicado”, disse.

“O que a gente tem que entender é que existe uma pressão psicológica imensa contra ele (Lula), uma tendência do Judiciário tentar humilhá-lo em qualquer situação”, pontuou. 

O ex-presidente deixou o prédio da Superintendência da Polícia Federal de Curitiba às 7h de hoje. Arthur, filho de Marlene Araujo Lula da Silva e Sandro Luis Lula da Silva, morreu ontem (1º), no Hospital Bartira, em Santo André. Ele havia sido internado no período da manhã em decorrência de uma meningite meningocócica.

No velório, foram registradas presenças como a da ex-presidenta Dilma Rousseff, do ex-prefeito paulistano e candidato à Presidência da República em 2018 Fernando Haddad, do ex-presidenciável do Psol, Guilherme Boulos, e dos ex-ministros Gilberto Carvalho, Alexandre Padilha e Aloizio Mercadante, entre outros.

Em entrevista à Rádio Brasil Atual pela manhã, a presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), contou que esteve com Lula na tarde de ontem (1º) e a respeito do estado do ex-presidente. “O presidente está muito triste mesmo. Já convivi com ele, o vi no momento da sua prisão, nas mortes da Marisa e do Vavá, mas dessa vez foi muito pesado. Ele esperava qualquer coisa, mas jamais pensou em algo que envolveria seu neto, o neto que morou com ele.”