Home Política Haddad: ‘Vamos ao debate com a arma dos argumentos em defesa do país e seu povo’
União pela democracia

Haddad: ‘Vamos ao debate com a arma dos argumentos em defesa do país e seu povo’

Confirmado no segundo turno, candidato petista, Fernando Haddad, disse já ter conversado com Ciro, Marina e Boulos. Candidato do Psol confirmou apoio
Publicado por Redação RBA
Compartilhar:   
Ricardo Stuckert
Haddad no segundo turno

Haddad acredita no conteúdo do projeto e na união do campo progressista para

São Paulo – Confirmado no segundo turno, com mais de 30 milhões de votos, o candidato Fernando Haddad (PT) fez rápido pronunciamento por volta de 21h30 deste domingo (7). O petista expressou confiança no debate e, ao mesmo tempo, preocupação com o ambiente político do país em torno das eleições 2018.

“Participamos de todas as eleições desde 1989 e nós asseveramos: esta eleição coloca muito coisa em jogo. Eu diria que o pacto de 88 está em risco”, afirmou, referindo-se à Constituição, que completou 30 anos na última sexta-feira.

“Queremos enfrentar com muito respeito, vamos para o debate com uma única arma, o argumento”, afirmou, arrancando aplausos. “Não usamos armas. Vamos com a força do argumento em defesa do país e de seu povo”, disse Haddad. Sem dar detalhes, ele informou já ter conversado, nesta noite, com os candidatos Ciro Gomes (PDT), Marina Silva (Rede) e Guilherme Boulos (Psol). Em Fortaleza, Ciro não se definiu sobre um possível apoio, mas já repudiou Jair Bolsonaro.

Ele citou a soberania nacional e a popular como “conceitos irmãos”, afirmando que é preciso “unir o país” em torno deles. 

Sempre estive do lado da liberdade e da democracia. Não vou abrir mão dos meus valores”, afirmou o petista. “Valores familiares, inclusive”, acrescentou, lembrando ter sofrido ataques nos últimos dias. 

Em mensagem por rede social, Boulos já confirmou apoio. “Fizemos uma campanha de cabeça erguida e plantamos sementes para o futuro. Agradecemos a todos que depositaram seus sonhos nas urnas votando 50. Agora estaremos nas ruas para derrotar o fascismo e eleger quem representa a democracia no segundo turno: Fernando Haddad”, escreveu o candidato do Psol.