eleições 2018

Candidatos a governadores do Nordeste confiam em favoritismo das pesquisas

Corrida eleitoral pode encerrar já no primeiro turno em sete dos nove estados nordestinos

Adenilson Nunes/Folhapress
Rui Costa Eleições

O candidato do PT ao governo baiano, Rui Costa, em seu local de votação, na escola Duque de Caxias, em Salvador

São Paulo – Os candidatos aos governos estaduais na região Nordeste também votaram na manhã deste domingo (7). De acordo com as últimas pesquisas das eleições de 2018, a corrida eleitoral pode encerrar já no primeiro turno em sete dos nove estados nordestinos.

Na Bahia, o governador Rui Costa (PT), que concorre a reeleição e lidera as intenções de votos válidos com 86%, chegou à seção eleitoral por volta das 11hm no bairro da Liberdade, em Salvador. Ele chegou por volta das 10h no colégio, mas teve de aguardar na na fila por 1h10.

Apesar de ampla vantagem nas pesquisas, o governador diz que não irá comemorar até o anúncio do resultado oficial. Ele também comentou a eleição nacional e acredita que Haddad terá vantagem sobre Bolsonaro no segundo turno. “Vou me dedicar à campanha nacional, porque acho fundamental a gente eleger um presidente que seja amigo do Nordeste”, disse.

Ceará

Já o governador do Ceará, Camilo Santana (PT) votou, no fim da manhã, em Barbalha, no Cariri. Candidato à reeleição, Camilo evitou de falar de um possível segundo mandato, mesmo com as pesquisas apontando 86% dos votos válidos para ele.

“Meu sentimento é de gratidão e esperança. Gratidão pelo apoio que tenho recebido dos meus irmãos e irmãs cearenses ao longo desses três anos e nove meses de governo. E esperança de continuarmos, juntos, construindo um Ceará cada vez mais forte”, disse ele.

O governador seguiu para Sobral, na região norte do estado, onde acompanhará a votação do candidato ao Senado Cid Gomes (PDT). Depois, ambos voltam a Fortaleza para acompanhar a apuração dos votos.

Piauí

Também em busca da reeleição, o governador Wellington Dias (PT) compareceu à sua seção eleitoral no bairro Morada do Sol, em Teresina. O petista é outro que pode vencer já no primeiro turno. De acordo com as pesquisas de sábado (6), ele lidera com 53% dos votos válidos e também pode ser eleito em primeiro turno. 

Depois de votar, ele preferiu falar sobre a eleição presidencial, na qual ele demonstra preocupação. “Nós já vivemos uma experiência em um cenário hostil após impeachment da ex-presidente Dilma e esperamos que isso não perdure”, afirma ele, que ainda criticou o excesso de notícias falsas divulgadas nestas eleições.

O governador estava companhado dos candidatos ao Senado Ciro Nogueira (PP) e Marcelo Castro (MDB), da candidata a deputada federal Rejane Dias (PT) e de sua candidata a vice, a senadora Regina Sousa.

Rio Grande do Norte

A candidata ao governo do Rio Grande do Norte pelo PT, a senadora Fátima Bezerra, votou no fim da manhã na Faculdade Estácio de Sá, no bairro de Capim Macio, zona sul de Natal. 

Líder na pesquisa eleitoral, com 45% dos votos válidos, ela chegou acompanhada de correligionários e candidatos do partido aos legislativo estadual e federal.

Após deixar o local de votação, ela mostrou otimismo com a vitória. “Apresentamos o melhor plano de governo para o Rio Grande do Norte, temos serenidade diante das pesquisas que foram apresentadas de que vamos conquistar a vitória e melhorar o nosso estado.”

Maranhão

O governador Flavio Dino (PCdoB), candidato à reeleição, votou, por volta das 10h30, no Colégio Clarindo Santiago, no bairro Olho d’Água, em São Luis. Segundo as pesquisas eleitorais, ele está cotado para vencer no primeiro turno, somando 59% dos votos válidos.

Dino diz que sua campanha foi honrada. “Fizemos um governo sério, focado nos mais pobres. Por isso, temos a convicção de que hoje vamos colher uma grande vitória”, disse ele.

O governador também criticou a família Sarney e classificou sua reeleição como “um novo capítulo” para o estado. “Nossa eleição no primeiro turno significa o encerramento de um capítulo da história do Maranhão. É a confirmação dessa virada de página”, comemorou.

Pernambuco

Em Pernambuco, o governador Paulo Câmara (PSB) que aparece, na pesquisas com 51% dos votos válidos, votou na zona norte de Recife, por volta das 9h. 

Ele chegou à seção eleitoral acompanhado da família e do prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB). Ele declarou otimismo para a sua reeleição. “A expectativa é positiva. A gente enfrentou uma grande crise, mas estamos confiantes que vamos ter uma bonita eleição”, declarou.

Alagoas

O candidato à eleição de Alagoas, Renan Filho (MDB), votou nesta manhã, num colégio localizado no bairro Ponte Verde, em Maceió. Renan é o favorito à eleição, liderando as pesquisas com 83% dos votos válidos, segundo o Ibope.

Ao ser questionado sobre a “falta” de adversários, ele disse que não existe eleição fácil. “Não tem adversários porque os candidatos, que seriam candidatos, desistiram. Vários deles”, criticou. 

Paraíba

Em João Pessoal, o favorito à eleição João Azevedo chegou ao Colégio Primeiro Mundo, em Manaíra, por volta das 10h35. Candidato pelo PSB, Azevedo lidera as últimas pesquisas com 50% dos votos válidos. 

Após deixar a urna, João disse que tem a sensação de “dever cumprido”. “Tenho certeza de que hoje é a data que a população da Paraíba vai renovar a esperança na política, na boa política. Tenho certeza que se Deus quiser, no final da tarde teremos uma grande vitória”, declarou.

Sergipe

O estado sergipano é onde a disputa eleitoral está mais acirrada. Valadares Filho (PSB) e Belivaldo Chagas (PSD) estão empatados tecnicamente, com 33% das intenções de voto, de acordo com as pesquisas eleitoral.

O candidato do PSD votou pela manhã, na Escola Municipal Carvalho Neto,  na cidade de Simão Dias, no centro sul sergipano. Belivaldo disse que preferiu manter sua tradição de votar em sua cidade natal e comenta sua continuidade nas eleições. “Eu comecei essa campanha com baixo índice nas pesquisas e chego neste momento com a certeza de chegar em primeiro para disputar o segundo turno”, disse.

Já o deputado federal Valadares votou também pela manhã, mas no bairro Grageru, em Acaraju, capita de Sergipe. Ele comemorou os resultados das pesquisas e se diz vitorioso pela possível vaga no segundo turno. “Temos uma missão profunda para poder tornar Sergipe viável e vamos fazer isso logo, logo”.