Você está aqui: Página Inicial / Política / 2012 / 08 / Para sindicalista, mobilidade urbana é principal desafio do próximo prefeito

Para sindicalista, mobilidade urbana é principal desafio do próximo prefeito

Análise é do presidente estadual da CUT, Adi dos Santos Lima, que participou ontem da inauguração do Comitê Sindical em apoio ao petista Fernando Haddad
por Eduardo Maretti, especial para a Rede Brasil Atual publicado , última modificação 28/08/2012 12h32
Análise é do presidente estadual da CUT, Adi dos Santos Lima, que participou ontem da inauguração do Comitê Sindical em apoio ao petista Fernando Haddad

 

São Paulo - Dirigentes e sindicalistas ligados a várias centrais declararam ontem (27) apoio a Fernando Haddad (PT) na disputa pela prefeitura de São Paulo, durante inauguração do Comitê Sindical da campanha do petista, na Bela Vista, região central da cidade.

A maior parte dos apoiadores é ligada à CUT, como Adi dos Santos Lima, presidente estadual da Central.

Adi afirmou que o apoio ao ex-ministro da Educação nos governos Lula e Dilma é uma aposta em que sua vitória possa mudar a situação da educação em São Paulo.

“É um crime as crianças saírem da escola, como está acontecendo, sem saber ler e escrever. É preciso que tenha educação de qualidade desde o maternal, passando pela creche, ensino fundamental, ensino médio, faculdade e até a pós-graduação. O trabalhador precisa acumular conhecimento para se desenvolver”, afirmou.

Para o presidente da CUT-SP, o atual prefeito Gilberto Kassab (PSD) não tem visão das prioridades paulistanas.

Perguntado sobre quais as áreas mais problemáticas para o trabalhador da capital Adi destacou a mobilidade urbana.

“Os trabalhadores estão perdendo benefícios e até emprego por causa da situação precária da mobilidade urbana na cidade. Ir de casa para o trabalho e do trabalho para casa está muito difícil. E o trabalhador tem uma grande perda da qualidade de vida”, disse.

Segundo o sindicalista, a campanha petista tende a crescer daqui pra frente. “Não sei quem vai para o segundo turno com Haddad, só sei que nós vamos levar o Haddad ao segundo turno”, previu.