Você está aqui: Página Inicial / Política / 2010 / 10 / Servidores de SP afirmam ter sido convocados para ato de Serra

Servidores de SP afirmam ter sido convocados para ato de Serra

por anselmomassad publicado , última modificação 29/10/2010 12h45

São Paulo – Funcionários públicos de secretarias e estatais do governo paulista e da prefeitura da capital relataram terem sido convocados para o ato de encerramento de campanha do candidato à Presidência da República José Serra (PSDB). A caminhada no centro de São Paulo ocorre no início da tarde desta sexta-feira (29). Serra foi governador de São Paulo até março deste ano, quando foi sucedido por seu vice, Alberto Goldman (PSDB). Na prefeitura, Gilberto Kassab (DEM) também é aliado do tucano.

As informações obtidas pela Rede Brasil Atual dizem respeito às secretarias de Educação, de Habitação e de Transportes, à Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) e à Empresa Metropolitana de Água e Energia (Emae). Os servidores pediram para não serem identificados.

Durante a caminhada, a reportagem da Rede Brasil Atual viu diversas pessoas de terno e portando crachá funcional do governo do estado de São Paulo. Um funcionário da Secretaria de Saneamento e Energia , que não quis se identificar, confessou que não gostaria de estar lá. Ele estava vestindo uma camiseta verde com escritos em amarelo " Turma do Bem do Saneamento e Energia", assim como várias pessoas na manifestação também vestiam camisetas iguais. "A gente só vem porque é obrigado", disse.

Na Praça da República, servidores da Secretaria de Educação observaram das janelas a movimentação, alguns militantes chegaram a entrar na secretaria e ficar nas escadas tentando fugir do empurra-empurra causado principalmente pela presença do governador eleito Geraldo Alckmin.

Todos os órgãos negaram, por meio das respectivas assessorias de imprensa. No caso da Secretaria de Transportes, além de negar qualquer movimentação, a assessoria garante que todos os funcionários estavam trabalhando às 12h20.

Ônibus foram empregados para levar os servidores que apoiam Serra ao ato, informaram os funcionários, no caso da Sabesp, da Secretaria de Educação e de Habitação. Os entrevistados pela Rede Brasil Atual não souberam dizer se os veículos haviam sido fretados por órgãos públicos, pela campanha ou por cabos eleitorais. Diretores de escola e funcionários administrativos da pasta que cuida do ensino no estado também participam, segundo os relatos.

Colaboraram Virgínia Toledo, Guilherme Amorim e Betto Ferreira