Você está aqui: Página Inicial / Política / 2010 / 03 / Enchentes e Covisa serão investigadas em São Paulo

Enchentes e Covisa serão investigadas em São Paulo

por Redação da RBA publicado , última modificação 11/03/2010 17h35

Jardim Romano ficou alagado por mais de 60 dias (Foto: Suzana Vier/RBA)

São Paulo - A Câmara Municipal de São Paulo aprovou nesta quarta-feira (10) a instalação de duas Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs). Uma delas para apurar a responsabilidade pelos danos causados pelas inundações ocorridas nos últimos meses em São Paulo, já chamada de CPI das enchentes, e outra para investigar supostas irregularidades no trabalho da Coordenadoria de Vigilância Sanitária (Covisa) e no Centro de Zoonoses da capital paulista.

As primeiras reuniões das CPIs acontecem só na próxima semana, mas a investigação sobre as enchentes, em pouco menos de 24 horas, já tem 10 requerimentos de explicações. Entre eles, estão os convites para o secretário Municipal de Transportes e de Serviços, Alexandre de Moraes, e para a presidente da Empresa Municipal de Urbanização (Emurb) prestarem esclarecimentos.

As CPIs da Casa Legislativa têm 120 dias para realizar as apurações, prorrogáveis pelo mesmo período.

Chuvas

A população de São Paulo sofreu com sucessivas enchentes de setembro de 2009 a fevereiro de 2010. As enchentes só deram tréguas à cidade em março deste ano. Bairros da zona leste de São Paulo, como o Jardim Romano e Jardim Pantanal, ficaram mais de 60 dias com ruas alagadas e a população vivendo em meio a água e esgoto dentro e fora das casas.