Impactos da pandemia

Um em cada quatro médicos do sistema britânico está doente ou isolado

Ausências já estão afetando os atendimentos de emergência, particularmente na cidade de Londres

Wikimedia Commons
Até o início da tarde desta segunda-feira (30), 1.284 morreram na Inglaterra após contrair o coronavírus

São Paulo – Um em cada quatro médicos do Sistema Nacional de Saúde (NHS, em inglês) está em isolamento por conta da pandemia ou infectado pelo coronavírus. A informação é de Andrew Goddard, chefe do Royal College of Physicians (RCP), organismo profissional da Inglaterra dedicado a melhorar a prática da medicina,

De acordo com Goddards, as ausências em decorrência no novo coronavírus na Inglaterra já estão afetando os atendimentos de emergência, particularmente em Londres. “Alguns hospitais estão realmente no limite”, apontou. “Em Londres é muito, muito difícil no momento, você não pode subestimar o quão difícil é.”

“No momento, achamos que mais médicos se isolam com os membros da família, embora existam alguns doentes”, acrescentou Goddard, destacando que os infectados pelo coronavírus ainda são a menor parte dos ausentes.

No domingo, o Royal College of Nursing (RCN, escola superior de Enfermagem) disse que cerca de uma em cada cinco enfermeiras havia tirado uma folga do trabalho para se auto-isolar.

Atualmente, mais de 9 mil pessoas que testaram positivo para a covid-19 estão sendo tratadas em hospitais em toda a Inglaterra, afirmou o presidente-executivo do NHS Inglaterra, Sir Simon Stevens.

Dados do NHS mostram que, até o início da tarde desta segunda-feira (30), 1.284 morreram na Inglaterra após contrair o coronavírus, um aumento de 159 em relação a domingo.

Os pacientes tinham entre 32 e 98 anos e todos, com exceção de quatro, entre 56 e 87 anos, apresentavam condições que fragilizavam sua saúde.

Com informações de The Independent e The Guardian