Você está aqui: Página Inicial / Mundo / 2012 / 11 / OEA vai acompanhar eleições presidenciais no Paraguai

OEA vai acompanhar eleições presidenciais no Paraguai

Novo presidente será escolhido em abril de 2013
por Agência Brasil publicado 21/11/2012 10h37, última modificação 21/11/2012 10h38
Novo presidente será escolhido em abril de 2013

Brasília - A Organização dos Estados Americanos (OEA) enviará uma missão de observadores para acompanhar as eleições presidenciais no Paraguai, em 21 de abril de 2013. O acordo para o envio da missão foi assinado, em Washington, nos Estados Unidos, pelo secretário-geral da OEA, José Miguel Insulza, Oscar Arias, ex-presidente da Costa Rica, e o embaixador Martin Sannemann, que representa o Paraguai na organização.

O Paraguai está suspenso do Mercosul e da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) há cinco meses, desde a destituição do então presidente Fernando Lugo do poder, em 22 de junho. Para as autoridades da região, o processo de impeachment a que Lugo foi submetido rompeu com a ordem democrática no Paraguai.

A missão da OEA tem garantias de autonomia e liberdade para observar o processo eleitoral, visitando os locais de votação, usando veículos próprios e assegurando a inviolabilidade dos documentos. Pelo acordo, os observadores devem ter salvaguardado o direito à independência de suas atividades.

No próximo dia 2, Oscar Arias visitará o Paraguai para reuniões com o presidente paraguaio, Federico Franco, e autoridades do Judiciário e Legislativo. Segundo o representante do Paraguai na OEA, o acordo firmado com a OEA reflete a vontade do governo para “alcançar a total “transparência” no processo eleitoral.

registrado em: , ,