Você está aqui: Página Inicial / Mundo / 2010 / 09 / Chávez: vitória da oposição em eleições será fim da "revolução"

Chávez: vitória da oposição em eleições será fim da "revolução"

por Jorge Seadi, do Sul21 publicado , última modificação 20/09/2010 17h18

No próximo domingo, estão marcadas eleições legislativas na Venezuela. Desde o sábado (18), a imprensa não pode divulgar pesquisas, proibição determinada pela lei eleitoral. Os venezuelanos vão escolher os 167 membros da Assembléia Legislativa, o único órgão legislativo do país, depois que o Senado foi fechado, em 1999.

Esta eleição é considerada uma prévia do próximo pleito presidencial, previsto para 2012 e que já tem Hugo Chávez como candidato. Há 11 anos no poder, o presidente tem visto sua popularidade diminuir nos últimos anos. Depois de ter 76% de aprovação, atualgamente goza de apenas 44% de apoio popular.

Hugo Chávez tem o suporte da totalidade da Assembléia e precisa continuar com a maioria para ter vitória garantida na próxima eleição. Cinco anos atrás, a oposição convocou um boicote à eleição, mas agora quer tirar a maioria do presidente. Se isto ocorrer, Chávez terá dois caminhos: negociar com o parlamento ou endurecer.

O presidente advertiu a população que, se “a oposição ganhar as eleições do próximo final de semana, a revolução estará a perigo". Em um comício eleitoral, Chávez disse que uma derrota do governo faria seu plano socialista “desmoronar”. E completou: “É preciso manter a hegemonia para, assim, garantir a continuidade da revolução bolivariana”. O partido de Chávez ganhou as duas últimas eleições e domina 17 dos 24 estados do país.

registrado em: , ,