música de qualidade

‘Hora do Rango’ recebe o lendário Eduardo Gudin ao lado de Léla Simões

No programa conduzido por Colibri, os músicos lançam álbum com músicas feitas em parceria com Paulinho da Viola, Paulo César Pinheiro e Arnaldo Antunes

Joana Gudin/divulgação

São Paulo – A cantora e violinista Léla Simões e o cantor, compositor e arranjador Eduardo Gudin estão no Hora do Rango desta terça-feira (3), às 12h – na Rádio Brasil Atual. Eduardo Gudin é reconhecido como um dos missionários do samba paulista, em um panteão que conta com Paulo Vanzolini e Adoniran Barbosa. Agora, ele apresenta sua mais nova parceira, com quem lançou, no final do ano passado, um álbum que leva o nome dos dois. São 11 faixas, entre sambas, choros e canções, composições em parceria com Paulinho da Viola, Paulo César Pinheiro e Arnaldo Antunes.

“Léla e Gudin são raros exemplos de artistas que, apesar de viverem num mundo de espelhos, têm como princípio não se pretenderem maiores que as canções a que servem. Ao adquirirem essa consciência, cantam e tocam para tornarem-se eles próprios a canção, também o país, também a cidade”, disse sobre a dupla o cantor Renato Braz, também revelado por Gudin.

Gudin é famoso por lançar artistas ao longo de sua carreira, que começou em 1966, com apenas 16 anos. Naquele ano, foi levado por Elis Regina para a TV Record, onde participou do programa O Fino da Bossa. Depois mergulhou nos templos dos festivais.

Em 1971, venceu o da TV Tupi com o samba E Lá se Vão Meus Anéis, dele e de Paulo César Pinheiro – com quem lançou depois, em 1976, O Importante é Que a Nossa Emoção Sobreviva, ao lado da cantora Márcia. Daí começou a cair nas graças de outros intérpretes, como como Jair Rodrigues, Beth Carvalho, Clara Nunes, Originais do Samba, Carmen Costa, MPB-4 e outros.