pela democracia

Instituto Vladimir Herzog realiza debate sobre engajamento político nesta quarta

Objetivo do debate é aproximar o fazer político do cotidiano e conversar sobre a atual descrença no Brasil

Divulg. Instituto Vladimir Herzog/Reprodução
Engajamento Político

Participam do debate Henrique Vieira, Julia Tolezano (Jout Jout), Raull Santiago, Cecília Oliveira, Monica Oliveira e Esther Solano

São Paulo – A soma de votos brancos e nulos com os eleitores que não souberam ou não quiseram opinar chega, de acordo com a mais recente pesquisa eleitoral do Ibope, a 21%. Diante desse cenário eleitoral que para muitos revela descrença na política, o Instituto Vladimir Herzog (IVH) promove nesta quarta-feira (19), a partir das 20h, o debate on-line “Engajamento político: do cotidiano às urnas”.

Contrária à máxima popular que prega que “política não se discute”, a jornalista do projeto Usina de Valores, do IVH, Semayat Oliveira, relembra, em entrevista aos jornalistas Glauco Faria e Marilu Cabañas, na Rádio Brasil Atual, que a política não só precisa ser discutida como está no cotidiano da população.

“Quando a gente foge das discussões, seja de questões raciais, religiosas ou posições políticas institucionais, a gente acaba fugindo de um crescimento social, da sociedade como um todo”, afirma Semayat. A proposta do debate, segundo ela, além de recolocar a democracia como um valor, traz a preocupação pela pluralidade de vozes, com uma mesa de discussão composta majoritariamente por mulheres, entre elas a educadora e integrante da Rede de Mulheres Negras de Pernambuco, Mônica Oliveira.

“As eleições podem, sim, ser definidas pelas mulheres e pela movimentação social, que é outra coisa que a gente precisa pautar”, analisa a jornalista, em referência a distinção de intenção de votos entre homens e mulheres sobre o candidato Jair Bolsonaro (PSL). Enquanto entre os homens o índice de votos chega a 36%, entre mulheres, cai para 20%.

Serviço
Debate on-line “Engajamento político: do cotidiano às urnas”
Quando: hoje (19), às 20h – transmissão na página Quebrando o Tabu, via Facebook

Ouça a entrevista:

Leia também

Últimas notícias