Você está aqui: Página Inicial / Cidadania / 2017 / 10 / Coletivos e urbanistas se unem pela revitalização da cracolândia

São Paulo

Coletivos e urbanistas se unem pela revitalização da cracolândia

Fórum Aberto Mundaréu da Luz debate neste sábado (7) o projeto da gestão Doria e Alckmin que deixa de fora a população local
por Redação RBA publicado 06/10/2017 12h01
Fórum Aberto Mundaréu da Luz debate neste sábado (7) o projeto da gestão Doria e Alckmin que deixa de fora a população local
Arquivo/Rovena Rosa/Agência Brasil
cracolandia.jpg

Para o Fórum, projetos de Doria e Alckmin são higienistas e excluem do debate a população da cracolândia

São Paulo – Parar criar um projeto alternativo à proposta de revitalização da cracolândia de Geraldo Alckmin e João Doria, ambos do PSDB, o Fórum Aberto Mundaréu da Luz realiza neste sábado (7) uma série de atividades voltadas para os moradores do bairro localizado na região central da capital paulista. Entre elas, mapeamentos colaborativos e rodas de conversa sobre temas de interesse da população local. De acordo com a organização, a ideia é ouvir a população local, ignorada pelos gestores.

O evento reunirá organizações, coletivos, trabalhadores, urbanistas e grupos de  redução de danos, que desde junho se encontram com a comunidade para elaborar e colocar em prática estratégias que possibilitem a transformação. Segundo os organizadores, o fórum é importante porque promove o debate sem exclusão e sem pressão da especulação imobiliária, além da não utilização da guerra às drogas como instrumento de limpeza étnico-social.

"O governo Alckmin iniciou a construção de prédios residenciais no local e afirma que as unidades irão atender pessoas de baixa renda. No entanto, o projeto desconsidera a população que vive no bairro em ocupações, pensões e imóveis alugados. No final de setembro, a prefeitura anunciou o projeto Centro Novo, que, mais uma vez, ignora quem está hoje na região, suas demandas e necessidades", critica a organização, em nota.

As atividades começam às 10h, com um café da manhã feito pela padaria da Ocupação Hotel Cambridge. Ao longo do dia, também estão prevista oficinas, rodas de conversa e a criação de um mapa coletivo, no qual a comunidade levantará informações e pontos de interesse para desenhar um mapa afetivo da região e partir daí propor mudanças e melhorias de maneira coletiva.

Também estão programadas rádio web, apresentações musicais e teatral, além de uma intervenção do Slam Fluxo, coletivo de batalhas de poesia da zona leste da capital.

O Fórum Mundaréu da Luz será realizado na rua Helvétia, esquina com Dino Bueno, das 10h as 20h. Confira a programação completa do evento.