Home Blogs Colômbia supera Costa do Marfim por 2 x 1 em mais um jogaço
Invasão latino-americana

Colômbia supera Costa do Marfim por 2 x 1 em mais um jogaço

Tanto no conjunto quanto nos destaques individuais, latino-americanos e africanos mostram que têm força para confrontar favoritos nesta Copa. Colômbia praticamente garante classificação
Publicado por Futepoca
15:42
Compartilhar:   
Fernando Bizerra Jr./EFE
gervinho.jpg

Gervinho acertou dribles e marcou lindo gol, mas Colômbia foi superior

Em mais um jogaço da Copa 2014, a Colômbia venceu a Costa do Marfim por 2 x 1 e praticamente garantiu um lugar nas oitavas de final. Os gols de James Rodriguez e Quintero foram mais um presente para a grande torcida colombiana que, como na vitória contra a Grécia, pintou de amarelo o estádio Mané Garrincha, em Brasília.

Os times começam se estudando, mas logo buscam o jogo. São duas equipes rápidas e de muita qualidade. Mantendo seu padrão de jogo e, novamente, empurrada pela torcida que lota esse caldeirão que é o Mané Garrincha, a Colômbia avança a marcação e incomoda a saída de bola marfinense.

Primeiro lance agudo vem com uma ligação direta com o ataque. O meio-campista Cuadrado limpa de calcanhar, mas Teófilo Gutiérrez chuta mascado, sem perigo real. Mas os sul-americanos mostram sua arma principal, o rapidíssimo contra-ataque.

Costa do Marfim marca mais atrás e busca dominar o meio campo, forçando o combate no setor e chegando virilmente nos meias colombianos. O capitão Yaya Touré dá segurança ao iniciar quase todas as jogadas. No ataque, africanos contam com a habilidade de jogadores como Gervinho, e mesmo Serey Die.

Aos 25, Cuadrado acha um lançamento excepcional para James Rodríguez, ele coloca Teófilo Gutiérrez na cara do gol, mas o taco espirra ridiculamente e a Colômbia perde a melhor oportunidade até aqui. Jogo é muito bem jogado dos dois lados, tanto na criação quanto na marcação.

Segundo tempo retoma ligado na tomada. Aos 5 minutos, Yaya Touré conduz a bola até a entrada da área e toma a falta. Ele mesmo bate, mal. Marfinenses parecem cansados.

A partir daí a Colômbia toma conta do jogo, e seus atletas mostram mais preparo físico. O camisa 11 Cuadrado está sobrando em campo, dribla, arma, chuta. Aos 12 minutos ele acha uma pedalada pelo lado direito do ataque, se livra do zagueiro Boka, e chuta sem ângulo. A bola fura as mãos do goleiro Barry, mas pega no travessão.

Drogba entra, mas com o pé esquerdo. Na jogada seguinte, o onipresente Cuadrado bate escanteio com perfeição para a cabeçada fatal de James Rodríguez.

Pouco depois, o mesmo Rodríguez rouba a bola no meio campo e pega a defesa africana rendida. Ele adianta a bola para Quintero, que toca de esquerda com qualidade, tirando o goleiro e deixando a zaga em desespero. O gol coroa a boa substituição do técnico José Pekerman, com Quintero no lugar do inoperante Ibarbo, que deu mais movimentação ao ataque colombiano.

A Costa do Marfim não está morta e leva o time ao ataque. Antes do segundo gol já tinha tentado com o lateral Aurier, com bela jogada individual e chute perigoso pela direita, e com Yaya Touré, de falta. Aos 27, o camisa 10 Gervinho desenha na ponta esquerda uma sequência de três dribles venenosíssimos, penetra a área e chuta no canto direito do goleiro Ospina. Golaço!

Partida continua lá e cá. Marfinenses correm atrás do placar e tomam mais a iniciativa. Mas a jogada mais perigosa vem num contra-ataque colombiano aos 44. Na corrida pela esquerda, Quintero se vê sem opção. Não se sabe se ele quis inverter ou chutar pro gol, mas é pra lá que a bola vai e por muito pouco não faz um gol antológico. Barry correu de volta e salvou em cima da linha.

Ambos os times tiveram excelentes atuações coletivas, e ainda destaques individuais, como os colombianos Cuadrado, Quintero e o zagueiro Yepes, e os marfinenses Yaya Touré, Gervinho e Aurier. Colômbia mostra uma excelente geração, que mesmo sem poder contar com seu maior ídolo Falcão García mostra um futebol extremamente competitivo. Engrandecerá a segunda fase da Copa. Ainda mais que conta com esse elemento fundamental num campeonato intenso como este: a torcida.

Já a Costa do Marfim segue em segundo lugar no grupo contando com os pontos de sua vitória contra o Japão e aguarda sua terceira partida, contra a Grécia, que antes pega o Japão, às 19h desta quinta. Boas chances de chegar às oitavas para os africanos.

Resumindo, jogaço de bola! É, parece que essa é mesmo a melhor copa de todos os tempos.

Um cara superengraçado

Quando alguma coisa fora de campo excede muito os limites da normalidade, não se pode deixar de comentar. Destaque desta tarde ficou para o bom humor e a criatividade do narrador Alex Escobar, da Rede Globo. Oferecemos aqui uma pequena antologia de seus achados poéticos:

“O Cuadrado é quadrado só no nome, né?”

“Gradel é aquele que canta bem pra caramba.”

“Serey. Acho que a pronúncia é essa: ‘Serey, me desculpe’.”

Na substituição do jogador, ele repetiu a tirada:

“Serey me desculpe, ele deve estar falando pro técnico.”

Já na substituição de Ibarbo:

“Acabou a paciência com o Ibarbo. Vai dormir, já está de pijama. Entrou Quintero, ‘intero’ na sua tela.”

Parabéns a todos os envolvidos.