Queimado

Fachin despacha para o plenário do STF pedido de impeachment de Ricardo Salles

Senador Randolfe Rodrigues, um dos autores do pedido, diz que ministro Dias Toffoli vai marcar a data do julgamento

reprodução-Fabio R. Pozzebom/ABr
Randolfe (no detalhe): “É uma vitória da sociedade civil e agora o julgamento não é de Ricardo Salles, mas do que ele deixou de fazer"

São Paulo – O ministro Edson Fachin, relator do pedido de impeachment do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, despachou hoje (12) para o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) o pedido formulado pelos senadores Fabiano Contarato (ES), Randolfe Rodrigues (AP) e Joênia Wapichana (RR), da Rede. A informação foi dada por Randolfe em Madri, durante participação na COP25.

Agora cabe ao presidente do STF, ministro Dias Toffoli, marcar a data do julgamento pelo plenário. “É uma vitória da sociedade civil e agora o julgamento não é de Ricardo Salles, mas do que ele deixou de fazer, ou da devastação que ele proporcionou nas políticas ambientais do país ao longo deste ano. Ele agora está no banco dos réus”, disse Randolfe.

Esta será a primeira vez que um ministro de Estado será julgado pelo plenário do Supremo. É, portanto, um momento histórico e que vai se revestir de forte simbolismo para os segmentos da sociedade que lutam pela causa ambiental.

Com informações de Agnes Franco, de Madri