Você está aqui: Página Inicial / Política / 2017 / 03 / Bancários entram em transmissão da Globo com protesto contra reformas

mídia e democracia

Bancários entram em transmissão da Globo com protesto contra reformas

Com cartazes e entrevista, manifestantes surpreendem reportagem do repórter Márcio Canuto, que buscava mostrar uma atração musical no Largo do Café, no centro de São Paulo
por Redação RBA publicado 31/03/2017 14h37, última modificação 31/03/2017 16h18
Com cartazes e entrevista, manifestantes surpreendem reportagem do repórter Márcio Canuto, que buscava mostrar uma atração musical no Largo do Café, no centro de São Paulo
reprodução
marcio canuto.jpg

Entrevista para a hora do almoço: matéria queria apenas mostrar iniciativa musical, mas acabou veiculando protesto

São Paulo – Bancários que faziam manifestação contra as reformas da Previdência e trabalhista de Michel Temer na manhã desta sexta-feira (31) no Largo do Café, centro de São Paulo, entraram em transmissão ao vivo da Rede Globo com cartazes e entrevista. A reportagem para o SPTV primeira edição, de Marcio Canuto, buscava mostrar a apresentação de uma banda musical no coreto do local, por meio de ação promovida por iniciativa da Bovespa. O jornalista foi pego de surpresa pelos manifestantes.

“Eu sou bancário e estou sofrendo muito aqui no centro...”, disse um manifestante que foi entrevistado. “É porque queremos melhorar as coisas aí, estamos com medo da terceirização, está todo mundo com medo”, afirmou. Em seguida, durante outro entrevista, o jornalista tenta tirar os cartazes da cena, arrancando-os dos manifestantes.

Confira a reportagem transmitida pela Globo e o vídeo dos manifestantes:

Paulistanos curtem show ao vivo na hora do almoço no Centro de SP

Mobilização

Diversas categorias participam hoje do Dia Nacional de Mobilização com atos contra as reformas do governo de Michel Temer. Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e região realiza assembleias com os trabalhadores nos locais de trabalho. A categoria decide, nas votações, sobre a participação na mobilização de 28 de abril. 

Os bancários participarão ainda de concentração na Praça da República, às 17h30. A CUT convoca todas as categorias para protesto na Avenida Paulista, com concentração no Masp, a partir das 16h. De lá, os manifestantes sairão em caminhada e se unirão a bancários e professores na praça, que fica na região central da capital.