Você está aqui: Página Inicial / Política / 2010 / 10 / No DF, PT vai à Justiça contra Weslian por uso de vídeo de padre sobre aborto

No DF, PT vai à Justiça contra Weslian por uso de vídeo de padre sobre aborto

por jessicasouza publicado 13/10/2010 12h36, última modificação 13/10/2010 14h33

São Paulo – A candidata ao governo do Distrito Federal, Weslian Roriz (PSC), utilizou em seu horário eleitoral de terça-feira (12), um vídeo em que o padre José Augusto recomenda aos fiéis que não votem no PT. Em função disso, o PT-DF decidiu ingressar com quatro ações no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-DF) contra a coligação Esperança Renovada, da candidata Weslian Roriz (PSC).

O sermão do padre José Augusto foi ao ar no dia 5, durante uma missa transmitida pela TV Canção Nova, emissora ligada à Igreja Católica. A presidenciável Dilma Rousseff (PT) e sua coligação chegaram a entrar com  representação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pedindo direito de resposta contra a emissora. No dia 8, as duas partes entraram em acordo, e Dilma terá direito a oito minutos de resposta no canal católico.

No trecho selecionado pela campanha de Weslian Roriz, o padre José Augusto, da Canção Nova, aparece falando: "Se nesse segundo turno – eu vou falar com clareza – o PT ganhar, eu estou falando claro, podem me matar, podem me prender, podem fazer o que quiser, mas eu não posso me calar diante de um partido que está apoiando o aborto, e a Igreja não aprova. Eu sou a favor da vida". Em seguida, o locutor do programa fala: "Vote pela vida, vote Weslian Roriz".

De acordo com a assessoria de Weslian, somente o próprio padre poderia ingressar na Justiça Eleitoral para impedir a divulgação do vídeo. A questão será apreciada pela Justiça Eleitoral.