Grande São Paulo

Guti é reeleito em Guarulhos em meio a denúncias de compra de votos

Campanha do petista Elói Pietá acusa ainda o atual prefeito de agressão a militantes e pressão via Guarda Municipal

Reprodução
Guti é empresário, foi vereador e eleito em 2016 o mais jovem prefeito da história de Guarulhos

São Paulo – Atual prefeito de Guarulhos, Gustavo Henric Costa (PSD), o Guti, foi reeleito neste domingo (29) com 57,83% dos votos. Elói Pietá (PT) e sua vice, Adê Rocha (Solidariedade) receberam 42,17% dos votos. Brancos e nulos somaram 14,97%. As abstenções chegaram a 23,81% dos votos.

Formado em Direito, Guti é empresário, foi vereador e o mais jovem prefeito da história de Guarulhos. O atual vice-prefeito, Alexandre Zeitune (Rede), rompeu com Guti e apoiou a candidatura de Elói Pietá. Assim, o novo vice-prefeito será o atual vereador Professor Jesus, do Republicanos. Em 2014 Guti lançou sua candidatura para deputado federal, mas não foi eleito. Reeleito, compromete-se com a redução no valor do IPTU, a construção de três novos centros educacionais, cursos de Psicologia e Pedagogia numa faculdade municipal a ser criada. Também promete construir um hospital infantil e um hospital da mulher, ampliação dos horários de atendimento em saúde, além de realização de concursos públicos para o setor.

Compra de votos

A  eleição na cidade da Região Metropolitana de São Paulo foi tensa. A chapa de Pietá acusou Guti de se utilizar da Guarda Civil Metropolitana para intimidar seus militantes, inclusive deixando feridos. Um carro de som da campanha do PT teria sido cercado por veículos na terça-feira (24) e viaturas da guarda civil teriam acompanhado à distância. Um militante petista foi ferido por um objeto arremessado em direção ao carro de som. Um estilhaço também atingiu o secretário-geral do PSOL em Guarulhos, Anselmo Pires, enquanto discursava durante uma carreata de apoio a Elói Pietá.

A campanha petista ingressou com ação junto à Justiça Eleitoral, ainda não apreciada, denunciando a distribuição de cestas básicas básicas a moradores do bairro São João no dia 5 de novembro por um carro da prefeitura. Reportagem do UOL confirmou que o veículo Iveco, modelo Vertis, pertence ao município de Guarulhos. A campanha de Guti, no entanto, nega as acusações.

Risco de cassação

O candidato do PRTB no primeiro turno das eleições em Guarulhos, Rodrigo Tavares, também pediu a cassação da candidatura do atual prefeito. Segundo ele, Guti teria alterado a data de pagamento da primeira parcela do 13º salário dos servidores públicos para poucos dias antes do primeiro turno. O atual prefeito se defende dizendo que a lei determina o adiantamento do 13º salário antes de 30 de novembro.

O Tribunal de Contas da União também mantém uma representação contra a Guti por superfaturamento no preço de máscaras de proteção facial contra a o coronavírus. A prefeitura teria realizado o pagamento antecipado, sem exigência de garantias. De acordo com o TCU, a Prefeitura de Guarulhos teria pagado R$ 6,20 por cada máscara. O próprio município já havia comprado esse mesmo equipamento de proteção por R$ 0,11. Guti diz que a prefeitura apresentará defesa.

Caso o tribunal eleitoral julgue procedente alguma das acusações contra Guti, sua chapa pode ser cassada e Guarulhos teria de realizer uma nova eleição.

Grande São Paulo

Com quase 1,4 milhão de habitantes (IBGE), Guarulhos é a segunda cidade mais populosa do estado de São Paulo. São 872.880 eleitores. É considerada a 12ª cidade mais rica do país, com um PIB da ordem de R$ 53,9 bilhões de reais, o que representava mais de 1% de todo Produto Interno Bruto brasileiro em 2016.

Grandes indústrias estão instaladas em Guarulhos, que tem grades centros de logística, transporte e distribuição. Guarulhos também sedia o Aeroporto Internacional de Cumbica, o principal e o mais movimentado do Brasil