Home Política PF indicia prefeito de São Bernardo por corrupção e pede seu afastamento do cargo
investigação

PF indicia prefeito de São Bernardo por corrupção e pede seu afastamento do cargo

Orlando Morando é acusado de acomodar empresas de alimentação em cinco contratos de R$ 37 milhões por meio de uso indevido da Fundação ABC
Publicado por Helder Lima, da RBA
19:59
Compartilhar:   
Gabriel Inamine/PMSBC

Morando: atos como prefeito mantiveram 'uma rede criminosa de lucro decorrente do desvio de recursos públicos', aponta o relatório

São Paulo – A Polícia Federal indiciou o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), e mais 15 pessoas por corrupção passiva e fraude em licitações, segundo informou hoje (10) a rádio CBN, com reportagem do jornalista Pedro Durán e colaboração de Vinícius Custódio.

O prefeito é acusado pela Delegacia de Repressão à Corrupção e Crimes Financeiros de ter usado a Fundação ABC, que presta serviços de saúde na cidade, além de escolas, para acomodar empresas de alimentação em cinco contratos que somam R$ 37 milhões.

“Com isso os atos de Morando como prefeito mantiveram ‘uma rede criminosa de lucro decorrente do desvio de recursos públicos’, aponta o relatório. A PF pede o afastamento de Morando do cargo”, informa a reportagem.

Também segundo a reportagem, Morando “já estava na mira da Polícia Federal nas operações Prato Feito e Trato Feito, que apresentou provas de um propinoduto na região metropolitana de São Paulo, especialmente em Mauá, onde a propina era distribuída por vereadores e no primeiro escalão, para manter contratos de empresas com a prefeitura sem contestações”.

A investigação concluiu que Morando nomeou para presidir a Fundação ABC um dos membros dessa organização criminosa. “Depois, o presidente escolhido pelo prefeito do PSDB contratou a empresa de alimentação do próprio genro para prestar serviços nos hospitais administrados pela Fundação, que é comandada pelas três prefeituras do ABC paulista”, diz a reportagem.

Confira a reportagem da CBN.