Você está aqui: Página Inicial / Política / 2018 / 09 / Bolsonaro é alvo de ataque em Juiz de Fora

Suposto atentado

Bolsonaro é alvo de ataque em Juiz de Fora

Candidato de extrema-direita à Presidência sofreu ataque a faca durante ato na cidade mineira. Suspeito foi detido
por Redação RBA publicado 06/09/2018 17h03, última modificação 06/09/2018 17h32
Candidato de extrema-direita à Presidência sofreu ataque a faca durante ato na cidade mineira. Suspeito foi detido
reprodução/facebook
bolso

De acordo com seu filho, também deputado, informações são desencontradas, mas Bolsonaro passa bem

São Paulo – Durante comício na cidade de Juiz de Fora, interior de Minas Gerais, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ), candidato à Presidência, foi esfaqueado, como sugerem vídeos que circulam nas redes sociais. De acordo com informações da família, ele sofreu um ferimento superficial e passa bem. O candidato estaria usando colete à prova de balas e teria entrado caminhando no hospital em que foi atendido.

Seu filho Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), também deputado federal, escreveu nas redes sociais. "As informações que tenho são preliminares e neste tipo de situação sempre há muita notícia desencontrada. Mas chegou a mim que Jair Bolsonaro foi esfaqueado num evento em MG, mas está fora de risco de morte."

A polícia divulgou o nome de Adelio Bispo de Oliveira, detido como suspeito.

Candidatos divulgaram manifestações de repúdio ao ataque. "Repudio totalmente qualquer ato de violência e desejo pronto restabelecimento a Jair Bolsonaro", afirmou Fernando Haddad (PT). "A violência não se justifica, não pode tomar o lugar do debate político. Repudiamos toda e qualquer ação de ódio e cobramos investigação sobre o fato", disse Guilherme Boulos (Psol).

"A violência contra o candidato Jair Bolsonaro é inadmissível e configura um duplo atentado: contra sua integridade física e contra a democracia", declarou Marina Silva (Rede). Já Ciro Gomes (PDT) afirmou, também por meio de redes sociais: "Repudio a violência como linguagem política, solidarizo-me com meu opositor e exijo que as autoridades identifiquem e punam o ou os responsáveis por esta barbárie".

Henrique Meirelles (MDB) disse desejar "pronta recuperação" a Bolsonaro. "Lamento todo e qualquer tipo de violência. O Brasil precisa encontrar o equilíbrio e o caminho da paz. Temos que ter serenidade para apaziguar a divisão entre os brasileiros."

Em nota, a Polícia Federal informou que o militar era escoltado por agentes federais no momento em que sofreu um atentado. Leia a íntegra:

“A Polícia Federal informa que o candidato à Presidência da República Jair Messias Bolsonaro contava com a escolta de policiais federais quando foi atingido por uma faca durante um ato público na cidade de Juiz de Fora/MG. O agressor foi preso em flagrante e conduzido para a Delegacia da PF naquele município. Foi instaurado inquérito policial para apurar as circunstâncias do fato.”

Em breve, mais informações