Você está aqui: Página Inicial / Política / 2017 / 06 / PT não é a favor de Maia e quer antecipação de eleições, rebate Zarattini

diretas já

PT não é a favor de Maia e quer antecipação de eleições, rebate Zarattini

Líder da bancada do PT na Câmara desmente reportagem publicada pelo site 'Poder 360', que sustentava que a bancada planejaria uma espécie de "fica Temer" entre os caciques
por Jornal GGN publicado 05/06/2017 18h19, última modificação 05/06/2017 18h54
Líder da bancada do PT na Câmara desmente reportagem publicada pelo site 'Poder 360', que sustentava que a bancada planejaria uma espécie de "fica Temer" entre os caciques
Agência PT
carlos-zarattini_pt-na-camara.jpg

Zarattini: líder desmente "matéria que surge sempre nos sites e jornais conservadores (para não dizer golpistas)"

Jornal GGN "A bancada do PT tem posição clara: Fora Temer! Diretas Já! Nenhum direito a menos!", afirmou o líder da bancada do PT na Câmara dos Deputados, Carlos Zarattini, em comentário ao GGN, desmentindo matéria publicada por Tales Faria, do Poder 360, e repercutida aqui pelo Jornal GGN.

No texto, o repórter aventava a possibilidade de que o PT tomaria decisões controversas sobre o futuro da Presidência da República, no cenário de crise política brasileira. Uma das medidas, apontava Tales Faria, seria a de que a bancada planejaria uma espécie de "fica Temer" entre os caciques.

"Não foi à toa que o ex-chefe da Casa Civil de Dilma Rousseff, o cacique petista Jaques Wagner, declarou à imprensa: 'Temer tem mais legitimidade'  do que qualquer nome de uma eleição indireta. Wagner deu seguimento a um diagnóstico discutido pela cúpula antes da abertura do 6º Congresso Nacional do PT. Segundo os petistas, haverá uma sarneyzação do atual presidente. E o governo chegará em frangalhos a 2018. Isso poderia facilitar a candidatura de um petista à Presidência. Provavelmente o ex-presidente Lula", analisou o repórter.

A interpretação foi completamente rebatida por Carlos Zarattini: "como líder da bancada do PT na Câmara dos Deputados tenho gasto um tempo razoável para desmentir esse tipo de matéria que surge sempre nos sites e jornais conservadores (para não dizer golpistas)", informou.

Segundo ele, a cúpula realmente se reuniu antes das decisões tomadas dentro do 6º Congresso Nacional da sigla, e tomaram a posição de apoiar as Diretas Já, por meio da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do deputado Miro Teixeira, além de decidir pela criação de uma proposta que antecipa as eleições de 2018 para todos os cargos: Presidente, vice, Deputados Federais e Senadores. "Essa posição foi ratificada pelo Congresso do PT", lembrou o deputado.

Antes mesmo das decisões tomadas no Congresso, no dia 2 de junho, última sexta-feira, Jaques Wagner esclarecia a comparação feita entre Temer e uma possível eleição indireta: a de que um possível sucessor de Temer partindo dentro do Congresso não é a melhor saída. "Sou a favor de, se o Temer sair, que a gente pregue a antecipação das eleições", explicou.

 

Da mesma forma, outros parlamentares e nomes do PT frisaram o compromisso de defesa pelas Diretas Já, ainda quando o Congresso sequer havia iniciado. Acompanhe alguns relatos:

 

 

 

"Apoiamos a manifestação do dia 24/5 em Brasília de forma militante, junto com o povo na Esplanada dos Ministérios, sob a chuva de bombas de gás. Estimulamos e estamos na organização do lançamento dia 7/6 da Frente Parlamentar pelas Diretas com vários partidos e suas bancadas na Câmara e Senado. Estamos participando da organização de novos atos e manifestações junto com a Frente Brasil Popular e a Frente Povo Sem Medo", disse Zarattini.

"A bancada do PT tem posição clara sobre o assunto. Não admitimos esse tipo de comentário que permanentemente joga suspeita sobre nossa atuação e só serve para dividir as forças populares e democráticas. Na luta política cada um é o responsável pelos seus atos e posições e será julgado e avaliado pela história. A bancada do PT tem lado!", concluiu.