Você está aqui: Página Inicial / Política / 2012 / 07 / No primeiro dia de campanha, candidatos em São Paulo ganham as ruas, menos Serra

No primeiro dia de campanha, candidatos em São Paulo ganham as ruas, menos Serra

Caminhadas, corpo-a-corpo, cafezinhos e debates estão no roteiro dos principais postulantes à prefeitura de São Paulo
por Redação da RBA publicado 06/07/2012 10h16, última modificação 06/07/2012 10h57
Caminhadas, corpo-a-corpo, cafezinhos e debates estão no roteiro dos principais postulantes à prefeitura de São Paulo

São Paulo – Candidatos a prefeitos e vereadores que concorrerão nas eleições municipais deste ano dão a partida em suas campanhas nesta nesta sexta-feira (6). Em São Paulo, que tem 12 concorrentes à prefeitura, o dia será de comícios e atividades públicas e caminhadas para marcar a data. Uma exceção é José Serra, que passa o dia em um evento fechado.

O petista Fernando Haddad comanda a “Caminhada da Arrancada”, prevista para as 15h, a partir da Praça do Patriarca, no centro. A organização do partido na capital prevê a presença de cerca de 500 militantes ao ato. “Vamos conversar com eleitores e apresentar nossas propostas. As caminhadas já são tradicionais nos processos eleitorais do PT”, disse Haddad.

Celso Russomano (PRB) vai ainda pela manhã à Praça da Sé, marco zero da capital, onde pretende tomar um cafezinho em algum estabelecimento comercial do local. O candidato anunciou que pretende chegar à Sé de Metrô, partindo da estação São Judas.

José Serra (PSDB) contraria os concorrentes e passa o primeiro dia de sua campanha sem contato com a população. A partir das 11h30, ele se reúne com coordenadores no diretório municipal do partido, que deverá ser usado também como comitê central de sua candidatura. O evento deve reunir cerca de 200 militantes tucanos.

Pelo PMDB, Gabriel Chalita vai ao extremo da zona sul da cidade, na Chácara Bananal – uma das regiões mais pobres de São Paulo. Acompanhado de assessores, ele faz um "corpo a corpo" com a comunidade.

Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força (PDT), abriu sua agenda de campanha às 9h, com uma caminhada pelo Largo da Concórdia, na região do Brás. Soninha Francine (PPS) escolheu o Pátio do Colégio, marco da fundação da cidade, para reunir partidários da coligação de sua chapa (ao lado do PMN) e conversar com os presentes ao local, a partir das 11h30.

O Psol organiza uma aula pública, cujo título é “A Mudança que São Paulo Precisa”, comandada pelo seu candidato a prefeito, Carlos Giannazi, que estará com intelectuais (cujos nomes não foram divulgados) e militantes, a partir das 11h, na esquina da avenida Paulista com a rua Augusta.

Os demais candidatos – José Maria Eymal (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Miguel Manso (PPL), Ana Luiza Figueiredo (PSTU) e Anaí Caproni (PCO) – não foram localizados nem divulgaram suas agendas.