Home Política Dilma afirma que Brasil está ativo e não ficará parado esperando crise

Dilma afirma que Brasil está ativo e não ficará parado esperando crise

Presidenta garantiu que país está '300% preparado' para enfrentar crise internacional
Publicado por raoniscan
17:06
Compartilhar:   

Dilma disse que não temos graves problemas como os EUA e a Europa porque ao longo da história construímos estabilidade (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)

São Paulo – A presidenta Dilma Rousseff garantiu hoje (21) que o Brasil não está esperando “parado” pela chegada da crise internacional. Ela afirmou que “o país tem um compromisso com o crescimento, a geração de emprego e o desenvolvimento”, diferentemente de algumas nações europeias que enfrentam a crise com “desemprego e recessão”. Dilma participou da inauguração das obras para construção da ponte sobre a Lagoa do Imaruí, em Santa Catarina.

“Nós não temos os graves problema que tem nos EUA e na Europa porque ao longo da nossa história, nós, brasileiros, desde o processo de abertura democrática, vimos construindo nossa estabilidade”, disse a presidenta, que atribuiu principalmente ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a sólida estabilidade vivida hoje pela economia brasileira, que, segundo ela, está 300% preparada: “No governo Lula, o Brasil criou um conjunto de armas contra a crise”.

No mais recente capítulo do drama europeu, os ministros de finanças da França, Pierre Moscovici, e da Alemanha, Wolfgang Schäuble, juntaram esforços para tentar manter a Grécia na zona do euro, já que o país, afetado por uma recessão, ameaça deixar o grupo. Já o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, recomendou que os países implementem medidas de crescimento econômico para potencializarem o desenvolvimento.

Ponte Anita Garibaldi

Justamente para evitar que o Brasil ingresse na crise que acende o sinal amarelo em diversos países do hemisfério Norte, Dilma afirmou que o governo federal continuará investindo em obras que impulsionem o desenvolvimento nacional, como, por exemplo, a ponte no município de Laguna, no estado catarinense, que custou R$ 540 milhões à União e que servirá para desafogar o trânsito na região.

A ponte, batizada de Anita Garibaldi, é uma demanda do estado ao Ministério dos Transportes. “Temos certeza de que a partir da construção da ponte vamos assegurar que o tráfego, que se dá pela BR 101, se dará sem os congestionamentos que causam tanto desconforto”, disse o ministro Paulo Passos.

O governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo (PSD), lembrou a trajetória valente realizada por Anita Garibaldi e a comparou a Dilma. “Uma mulher outra vez escreve a nossa história, com idealismo e ações de coragem”, disse. Ele afirmou ainda que essa é só uma dentre diversas ações voltadas à infraestrutura que a parceria com governo federal irá proporcionar ao estado.

registrado em: , , ,