Doutorado, pero no mucho

Universidade de Rosário desmente doutorado de ministro da Educação

Reitor da Universidade de Rosário, Franco Bartolacci desmente título de doutorado anunciado por Carlos Alberto Decotelli da Silva em seu currículo Lattes

Twitter/Jair Bolsonaro
Na apresentação do substituto de Weintraub, Bolsonaro inflou seu currículo, parcialmente negado

São Paulo – Na apresentação do novo ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli da Silva, o presidente Jair Bolsonaro inflou seus predicados. “Decotelli é bacharel em Ciências Econômicas pela Uerj, mestre pela FGV, doutor pela Universidade de Rosário, Argentina e pós-doutor pela Universidade de Wuppertal, na Alemanha”, dizia a ficha do novo titular da pasta.

Seu título pela Universidade Nacional de Rosário, porém, está sendo desmentido pelo próprio reitor daquela instituição, Franco Bartolacci. Por meio de seu perfil no Twitter, ele esclareceu que o substituto de Abraham Weintraub não se doutorou lá.

“Vemos a necessidade de esclarecer que Carlos Alberto Decotelli da Silva não obteve na Universidade Nacional de Rosário a titulação de doutor que menciona com esta comunicação”, afirma o reitor.

Apesar do alerta, porém, o novo ministro atualizou seu currículo Lattes nesta sexta-feira (26), onde mantém a titulação pela Universidade Nacional de Rosário.

Com a informação desmentida, Decotelli mantém a tradição do governo Bolsonaro de escolher ministros que inflam seus curículos com titulações que não se sustentam, como Damares Alves e Ricardo Salles.