Sem rumo

Bolsonaro nomeia ator Mario Frias para Secretaria Especial de Cultura

Ex-galã de novelas, ele assume o cargo após a gestão da atriz Regina Duarte, que deixou a pasta em meio a polêmicas e falta de diálogo com o setor

Reprodução Instagram
Mario Frias vai ocupar o lugar de Regina Duarte no governo Bolsonaro

BrasildeFato – Foi com um trecho do hino nacional que o ator Mario Frias comemorou sua nomeação para o cargo de Secretário Especial de Cultura nas redes sociais, nessa sexta-feira (19).

Ex-galã de novelas, ele assume o cargo após a gestão da atriz Regina Duarte, que deixou a pasta em meio a polêmicas, falta de diálogo com o setor, defesa a lemas da ditadura militar e críticas dos colegas.

Frias nunca ocupou cargos ligados à gestão pública e não tem experiência na área. Sem citar diretamente a nomeação, ele escolheu destacar em suas redes sociais o verso do hino nacional que faz uma homenagem à coragem do povo brasileiro, que inclui a frase “verás que um filho teu não foge a luta”.

É também nas redes sociais que a relação do ex-ator com as ideias do governo Bolsonaro fica explícita. Desde a campanha, Mario Frias já demonstrava apoio ao capitão reformado.

De uns meses para cá, no entanto, a exposição desse apoio ficou ainda mais intensa. Praticamente todas as publicações mais recentes são relacionadas ao governo federal. Nenhuma delas cita as dificuldades que o setor da cultura vem enfrentando.

Além de condenar o isolamento social, ele defende o uso da cloroquina, medicamento sem eficácia comprovada contra a covid-19, mas escolhido pela gestão de Jair Bolsonaro como grande arma no combate à pandemia.

Em seu perfil, Frias publica também ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF) e críticas ao ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, que já foi considerado herói pelo ator.

Há ainda imagens de encontros com o ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, que está sob investigação no Supremo Tribunal Federal. Em dezembro do ano passado ele publicou uma foto ao lado do ex-ministro e do deputado Daniel Freitas (PSL). Na legenda, Mario Frias afirma: “começamos uma parceria sensacional. Muitas coisas boas por vir”. De lá para cá, nenhum projeto do ex-ator com a pasta foi anunciado.

Quando Regina Duarte tomou posse na Secretaria, Frias estava presente. Também por suas redes sociais ele afirmou que a ex-atriz “sozinha, anunciou sua preocupação e estava certa”, no que parece ser uma referência à participação de Regina na campanha presidencial de José Serra (PSDB) em 2002. Na ocasião, usando seus talentos de atuação, ela dizia ter medo de um eventual governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

O apoio à nomeação de Regina, no entanto, não impediu Mário Frias de se colocar à disposição para o cargo. No início de maio, em entrevista à CNN Brasil e antes da demissão da ex-atriz, ele afirmou: “tenho vontade, tenho conhecimento e não tenho pretensão nenhuma de ser o dono da verdade. Se essa oportunidade vier para mim, vou montar um time de primeira”.

Em seu currículo, Mario Frias, de 48 anos, tem participações em séries adolescentes e comédias, novelas infantis e religiosas e programas de jogos.