FUTEBOL DE VÁRZEA

Taça das Favelas é lançada em São Paulo e entra no calendário oficial da cidade

Os jogos da primeira fase começam no dia 28 de março. A final está marcada para o dia 6 de junho, no Pacaembu

TANIA REGO
Uma das novidades é que o torneio firmou parceria com a La Liga, a liga nacional da Espanha. Os melhores jogadores das favelas serão levados a Espanha para conhecer times e atletas do país

São Paulo – A Taça das Favelas está oficialmente no calendário esportivo do município de São Paulo. O torneio foi sucesso em 2019, quando foi disputado na capital paulista, e chega à sua 11ª edição, a segunda na cidade. Este ano, 128 seleções participam do torneio – 96 times masculinos e 32 femininos – em formato mata-mata.

No ano passado, 96 favelas participaram da competição, que teve a decisão realizada no próprio Pacaembu, para um público de mais de 37 mil pessoas. Após nove anos disputada no Rio de Janeiro, a Taça das Favelas teve um impacto na vida de 60 mil jovens, segundo a organização.

Uma das novidades é que o torneio firmou parceria com La Liga, o campeonato nacional da Espanha. Os melhores jogadores das favelas serão levados ao país para conhecer clubes e atletas ibéricos.

“Espero que os times tenham se reforçado, porque ninguém quer perder. Tenho certeza que aqueles que chegaram perto da final vão se dedicar ainda mais, e o campeão vai ter que se dedicar ainda mais para manter o título”, disse a embaixadora da Taça, em São Paulo, Marta Sobral, em entrevista ao repórter André Gianocari, da TVT.

Luiz Felipe dos Santos, de 17 anos, viu o sonho de se tornar jogador mais perto por causa do torneio. O Parque Santo Antônio, time no qual o adolescente joga como atacante, venceu a edição de 2019. “É um sonho realizado para quem tem um sonho de ser jogador desde criança, jogar dentro do Pacaembu e ser campeão ainda, é gratificante”, contou.

Em 2019, a Vila Remo chegou às oitavas de final e agora tenta repetir o bom desempenho nesta edição do torneio. “É o segundo ano que a gente está participando e representamos o Complexo Vila Remo. Hoje, temos o grandes objetivos de ser campeão”, acredita a técnica da equipe, Andressa Andrade.

O ex-jogador Cafu, capitão da seleção brasileira pentacampeã em 2002, espera incentivar quem está começando. “Acho de extrema importância, estou muito feliz de participar como embaixador da taça. Nós vamos dar a importância que tem a taça, dar um pouco de direção para essas crianças de que, através do esporte, você tem uma das maiores ferramentas de inclusão social. A Taça das Favelas vem fazendo isso.”

O humorista Hélio de la Peña ,embaixador da Taça das Favelas no Rio de Janeiro, também acompanha o torneio em São Paulo. “A cidade é muito grande, com muitas favelas, então a gente tem um potencial enorme aqui e é um trampolim para alcançar o Brasil inteiro”, acrescentou.

Neste ano, os jogos da primeira fase começam no dia 28, no Centro Esportivo Vila Manchester. A final está marcada para 6 de junho, no Pacaembu.

Assista à reportagem do Seu Jornal, da TVT