Home Cidadania Aumento de interesse por cabelos cacheados aponta tendência: assumir cabelos naturais
poder

Aumento de interesse por cabelos cacheados aponta tendência: assumir cabelos naturais

Busca no Google por 'cabelos cacheados' superam as por 'cabelo liso'. Nos últimos dois anos, o interesse por cabelos em estilo afro subiu 309%
Publicado por Redação RBA
11:44
Compartilhar:   
REPRODUÇÃO/YOUTUBE
jacy july.jpg

Por falta de informação na mídia tradicional, Jacy July dá dicas na internet sobre cabelos crespos

São Paulo – Pela primeira vez no Brasil, as buscas no Google por cabelo cacheado superam as por cabelo liso. No último ano, buscas pelo tema cresceram 232% e, nos últimos dois anos, o interesse por cabelos em estilo afro subiu 309%. Os resultados do buscador Google apontam para uma tendência que conquista cada vez mais adeptos: a de deixar a química de lado e assumir, com muito orgulho, o cabelo ao natural.

A designer de sobrancelhas Daniele Ricardo fez tratamentos químicos no cabelo durante anos e não conseguia se imaginar usando as mechas naturais. Porém, um acidente fez com que ela tivesse que fazer a transição capilar, processo em que a fibra do cabelo é restaurada. “Meu cabelo começou a cair mechas, eu fiquei desesperada e tive que cortar praticamente a metade e deixar natural. Não pude colocar mais química nenhuma. Agora é só elogios e só me vejo desse jeito”, conta.

Helena Pinheiro é a dona do salão em que Daniele cuida dos cabelos. Ela confirma que a moda atual é pela valorização dos cacheados. “Existe uma diminuição na procura de alisamentos e progressiva. As pessoas estão assumindo mais seus cachos. A mulher está se assumindo, assumindo sua raça, seu cabelo e sua personalidade.”

Jacy July tem um canal no Youtube com dicas para os cabelos crespos. A ideia surgiu devido à falta de informações sobre o assunto na mídia tradicional. “Quando comecei a cuidar do meu cabelo e entrei na transição foi através de vídeos na internet, porque na televisão não mostra. Lá só falava como você cuidar do cabelo alisado. O primeiro vídeo do canal eu fiz um vídeo para ensinar as meninas a fazerem tranças e há 4 anos não parei mais”, afirma.

Assista a reportagem da TV Brasil, no Seu Jornal, da TVT: