Home Cidadania Jornalistas propõem protocolo de conduta a guardas municipais de SP
sem censura

Jornalistas propõem protocolo de conduta a guardas municipais de SP

Pedido foi feito pelo sindicato da categoria após o jornalista Léo Pinheiro ser preso de maneira arbitrária enquanto registrava uma abordagem da GCM
Publicado por Redação RBA
15:04
Compartilhar:   
João Luiz/Secom
GCM SP

Protocolo enviado à prefeitura quer impedir que GCM censure jornalistas, como já faz a Polícia Militar

São Paulo – O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo propôs à prefeitura da capital um protocolo de atuação da Guarda Civil Municipal (GCM) em relação ao trabalho da imprensa. O ofício foi enviado na última sexta-feira (3) ao secretário municipal de Segurança Urbana, José Roberto Rodrigues de Oliveira.

A iniciativa surgiu após a prisão do repórter fotográfico Léo Pinheiro, em 31 de janeiro. O jornalista foi detido enquanto registrava a abordagem dos guardas a uma moradora em situação de rua. Na prisão, foi alegado que ele “atrapalhava a ação policial”.

Em entrevista à Rádio Brasil Atual na manhã desta segunda-feira (6), o secretário-geral do Sindicato dos Jornalistas, André Freire, explica que a ideia é evitar que a GCM censure os jornalistas. “Nós não queremos que a GCM imite a Polícia Militar do Alckmin, impedindo que jornalistas exerçam a profissão, fazendo censura na hora que há a cobertura do fato, como houve em diversas manifestações”, afirma.

Ouça: