Diário do Bolso

Pô, o Flavinho tinha que dizer que pegou uma parte dos R$ 87 mil comigo?

Diário, dá raiva gente que não sabe mentir. Pô, nem precisa inventar muito, por que quem quer acreditar acredita em qualquer porcaria

Via Diário do Bolso

Diário, se tem uma coisa que me dá raiva é a pessoa não saber mentir. Pô, é difícil inventar uma história com um mínimo de lógica? Ne, precisa ter muita, não. Quem quer acreditar acredita em qualquer porcaria. Só não pode bobear demais. E o meu pessoal tá conseguindo. Esses dias, por exemplo, teve três casos:

1-) O Ivan Valente, do Psol, pediu pela Lei de Acesso à Informação que os generais que estavam comigo naquela reunião em que eu quase dei o golpe explicassem o que aconteceu.

Aí o Fernando Azevedo, ministro da Defesa, disse que foram discutidos “aspectos relacionados ao enfrentamento da covid-19”.

O Augusto Heleno falou que foi discutida “a participação das Forças Armadas no combate ao desmatamento da Amazônia”.

E o general Braga Neto contou que a reunião tratou de “assuntos institucionais afetos às atribuições dos órgãos ali representados”.

Pô, cada um deu uma resposta diferente!

Custava combinar antes? 

2-) Descobriram que, em 1996, a Rogéria, mãe do 01, do 02 e do 03, quando ainda era casada comigo comprou um apartamento por 95 mil reais. E tá lá no contrato que ela pagou em dinheiro. Hoje, isso daria uns 620 mil reais.

E quem é que compra um apartamento de mais de 600 paus com dinheiro? Só traficante, miliciano, bicheiro e corrupto. Pô, é claro que tinha que colocar no contrato um treco do tipo: “o montante foi devidamente quitado em 60 prestações anteriores à assinatura deste” ou uma bobagem assim. Até eu que não sou advogado sei dar esse embromeixom, caramba!

Não podia ter escrito como foi. Agora vão desconfiar de mim, caramba!

3-) E até o Flavinho pisou na bola. No inquérito das “rachadinhas”, quando perguntaram de onde vieram os R$ 86,7 mil em dinheiro vivo com que ele pagou parte de 12 salas comerciais, ele respondeu que pegou um tanto comigo. Pô, o cara não tem cabeça pra pensar?! Agora vão saber que eu ando cheio de bufunfa por aí, coisa de quem ganha dinheiro por baixo do pano. Tinha que ter me deixado de fora!

Nem parece meu filho, viu? Acho que esse aí puxou mais a Rogéria.

Olha, Diário, parece mentira, mas tô cercado de amadores…

@diáriodobolso