Diário do Bolso

Meu funcionário do mês de março não é mentira

Meu escolhido do mês é uma pessoa que fala sem dó, xinga todo mundo e espalha fake news como poucos. Adivinha, Diário

Ilustração: Ivo Minkovicius

Diário, eu esqueci de eleger o meu funcionário do mês de março. E eu tenho três candidatos.

O primeiro, claro, é o Mandetta, que teve coragem de propor o isolamento mesmo comigo querendo dar uns rolezinhos e fazendo “give-me faive” com meio mundo.

Outro bom concorrente é o Bonner, que logo depois do meu pronunciamento de ontem já mostrou que eu distorci a fala do diretor-geral da OMS. O tal do Tedros Adhanom falou que os governos têm que desenvolver “políticas que forneçam proteção econômica às pessoas que não possam receber ou trabalhar devido à pandemia da covid-19”, mas eu disse que ele disse que pobre tem que trabalhar.

A Janaína, que me chamou de “fracasso”, também seria uma boa pedida.

E, entre estes três eu escolho… nenhum! É primeiro de abril, seu Diário boboca! Você acha que eu ia ficar com um desses três coiós? Nunca! Quero é que eles peguem essa covid-19 e tussam até cuspir o pulmão pra fora!

O meu eleito na verdade é o… Olavo de Carvalho!

Ele é que ficou comigo nesse momento difícil. Ele é que disse que ninguém morreu de covid-19.

Ele fala que vacina não presta e que a Terra é plana. Pô, é um cara de caráter! Não se deixa influenciar por essas bobagens, tipo ciência e lógica. Ele tem a ideia dele e pronto!

O cara é tão bom que a Janaína chamou ele de “demônio da Virgínia” e disse que ele “já era um fracasso acadêmico e econômico”, e que agora também é “um fracasso político”.

Se ele é inimigo da minha inimiga é meu melhor amigo!

Além disso, o Olavo xinga o Mourão, xinga o Caiado, manda palavrão pra tudo quanto é lado e é ótimo em repassar fake news, como aquela que diz que o Doriana manda contar qualquer morte como se fosse por coronavírus,.

Olavo não tem vergonha não, faz o trabalho sujo sem dó. Por estes dias chegou até a pedir intervenção militar. É sério, Diário! Olha o que ele escreveu:

“Ou as Forças Armadas restauram “manu militari” a unidade nacional, ou o Brasil já está dividido em repúblicas estaduais separadas, governadas pela China.”

Por tudo isso, desta vez não tem pra ninguém: Olavo é o meu funcionário do mês!

Mas nem vem que não tem prêmio em dinheiro, kkk!

No Facebook: @DiariodoBolso