Você está aqui: Página Inicial / Trabalho / 2017 / 03 / Contag muda comando e terá paridade de gênero na direção

12º Congresso

Contag muda comando e terá paridade de gênero na direção

Dois mil delegados se reunirão em Brasília na semana que vem. Chapa única tem novo presidente
por Vitor Nuzzi, da RBA publicado 09/03/2017 09h16, última modificação 09/03/2017 09h41
Dois mil delegados se reunirão em Brasília na semana que vem. Chapa única tem novo presidente
arquivo/câmaranotícias
aristides.jpg

Aristides Veras dos Santos lidera a chapa única para a presidência da Contag

São Paulo – A Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) realiza na semana que vem, a partir de segunda-feira (13), o seu 12º congresso, em Brasília, e deve eleger sua primeira diretoria com paridade de gênero, conforme aprovado no encontro anterior, há quatro anos. Na sexta-feira 17, último dia do congresso, será escolhida a nova direção, com mudança na presidência: o atual secretário de Administração e Finanças, o pernambucano Aristides Veras dos Santos, lidera a chapa única.

O atual presidente, o gaúcho Alberto Ercílio Broch, passa para a vice e também responderá pela área de relações internacionais. Para a secretaria geral, aparece Thaisa Daine Silva, de Mato Grosso do Sul. São 12 nomes na diretoria efetiva, sendo seis homens e seis mulheres. 

O congresso ocorre em contexto bem diferente do de 2013. Em março daquele ano, também em Brasília, a então presidenta Dilma Rousseff foi à abertura do evento e prometeu "acelerar" a reforma agrária. No ano passado, mesmo com críticas à política econômica, a direção da Contag manifestou-se contra o impeachment de Dilma, em processo identificado como golpe de setores conservadores.

Criada em dezembro de 1963, a Contag não é filiada a central sindical. Já esteve vinculada à CUT, de 1995 a 2009. Aristides foi vice-presidente da CUT em Pernambuco. Já Broch é ligado à CTB.

Com origem na militância em Comunidades Eclesiais de Base e na Pastoral da Juventude, Aristides nasceu em Tabira, sertão pernambucano, é agricultor familiar e já presidiu o sindicato dos trabalhadores rurais do município. Graduou-se em Letras em 1995 na Faculdade de Formação de Professores de Afogados da Ingazeira, na área conhecida com Sertão do Pajeú. Em 2002, foi eleito presidente da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura do Estado de Pernambuco (Fetape).

Dois mil delegados devem participar do congresso, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. A Contag reúne 27 federações e mais de 4 mil sindicatos.