Você está aqui: Página Inicial / Trabalho / 2012 / 04 / Gol demite 131 pilotos e comissários

Gol demite 131 pilotos e comissários

por Redação da RBA publicado , última modificação 02/04/2012 20h19

São Paulo – A Gol Linhas Aéreas anunciou hoje (2) a demissão de 131 pilotos e comissários, depois de a empresa não ter alcançado o nível de adesão desejado em um programa de licenças não remuneradas e um processo de demissão voluntária, implementados no mês passado. 

No final de março, o presidente da Gol, Constantino de Oliveira Júnior, afirmou que haveria diminuição do número de funcionários além de uma redução de 80 a 100 voos diários da Gol e da WebJet, adquirida em julho do ano passado.

"A Gol reforça que não deixará de atender a nenhum dos 63 destinos nacionais e 13 internacionais que compõem sua malha. O que está em curso é uma redução de frequências. Esta diminuição, adequada à nova realidade da companhia, manterá a oferta de assentos prevista para 2012", disse a empresa. 

Segundo o Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) as demissões incluem pilotos, copilotos e comissários, todos em fase de admissão ou treinamento. A direção do SNA tentou junto à empresa evitar as demissões, mas a companhia reafirmou a necessidade dos cortes. A Gol assumiu com o SNA o compromisso de dar preferência, em novas contratações, aos trabalhadores demitidos nesse momento.

Para o sindicato, a Gol, "levando em consideração os acordos de licença não remunerada e o número de funcionários que manifestaram interesse em deixar a empresa... avaliou como necessário o desligamento de 86 pilotos (copilotos) e 45 comissários, todos em fase de admissão ou treinamento".

Juntas, Gol e WebJet tinham no final de dezembro cerca de 20,5 mil funcionários.

 

registrado em: ,