Você está aqui: Página Inicial / Trabalho / 2009 / 09 / Petroleiros querem acordo extensivo a terceirizados

Petroleiros querem acordo extensivo a terceirizados

por Redação da RBA publicado 11/09/2009 19h36, última modificação 11/09/2009 21h35

Um acordo coletivo que alcance os trabalhadores de todas empresas do sistema Petrobras, ou seja, contemplando também os empregados terceirizados. Esta foi uma das primeiras questões assinaladas pelos dirigentes da Federação Única dos Petroleiros (FUP) durante a reunião de abertura de negociações com a direção da estatal para renovação do acordo para o período 2009-2011.

Os sindicalistas querem que as negociações priorizem ainda o cancelamento de punições que consideram arbitrárias, aplicadas pela empresa em represália à greve deflagrada pela categoria no mês de março. A Gerência de RH admite discutir o tema, mas fora do âmbito da campanha salarial. A FUP qualificou as medidas de “antissindicais” e garante que não haverá fechamento de acordo sem a revogação das sanções.

O encontro ocorreu nesta sexta-feira (11) e terá nova rodada na segunda (14), informa o site da FUP. O calendário já prevê também reuniões nos dias 21, 23 e 25.