Você está aqui: Página Inicial / Cultura / 2018 / 02 / Confira a programação do carnaval de rua em São Paulo

carnaval

Confira a programação do carnaval de rua em São Paulo

Um dos destaques é o desfile de blocos LGBTs entre o sábado (10) e terça-feira (13). "Agora tem uma alegria não vista, com mais diversidade", diz organizador do Bloco da Gaymada
por Felipe Mascari, da RBA publicado 08/02/2018 11h57, última modificação 08/02/2018 12h44
Um dos destaques é o desfile de blocos LGBTs entre o sábado (10) e terça-feira (13). "Agora tem uma alegria não vista, com mais diversidade", diz organizador do Bloco da Gaymada
FERNANDO PEREIRA/SECOM
carnaval de rua sp.jpg

Novamente, a maioria das folias estão concentradas nas regiões centro e oeste da capital paulista

São Paulo – A programação oficial do carnaval de rua de São Paulo, iniciada na semana passada, prevê cerca de 200 blocos desfilando entre sexta-feira (9) e terça-feira (13). Novamente, grande parte da folia está concentrada nas regiões central e oeste da capital. A programação completa pode ser conferia abaixo.

Com potencial para agradar a todos os públicos, a programação tem blocos de música pop, como o Meu Santo é Pop, rap (Beat Loko), sertanejo (Pinga Ni Mim), pagode (Lua Vai) e até de punk: o Bloco 77,  que passará pelo bairro de Pinheiros toca músicas da cena punk nacional em ritmo de carnaval. 

Entre os principais blocos que sairão este ano nos cinco dias oficiais da festa popular. estão o Ilú Obá De Min, na sexta e no domingo; o Tarado Ni Você, no sábado; Domingo Ela Não Vai e o Vou de Táxi, ambos no domingo; Pinga Ni Min, segunda-feira; e Vai Quem Qué, terça.

Blocos LGBT

Neste ano, 36 blocos LGBTs sairão pelas ruas da capital paulista – dez a mais que em 2017. Entre eles, o Bloco da Gaymada SP estreia na programação da cidade. Segundo o jornalista e organizador do Gaymada, Lucas Galdino, o crescimento mostra que a festa dos dias de carnaval tem grande identificação com a comunidade LGBT.

"Carnaval é LGBT, as pessoas têm de entender isso. Nossa comunidade faz o carnaval acontecer, se não seria algo maçante. Só ver as marchinhas antigas, que eram machistas, racistas e 'LGBTfóbic'. Agora tem uma alegria não vista, com mais diversidade", afirma.

De acordo com o ativista, os blocos também servem para desassociar a comunidade gay das festas noturnas, trazendo-a para os espaços públicos. Para Lucas, isso torna a folia um ato político. "Nosso evento já é (político) só pelo fato nós sairmos de dia com salto, brinco e maquiagem. Só de sermos quem nós somos, felizes ao ar livre, já possui essa mistura da luta com a folia. Tudo que fazemos é político. Falo como homem gay, mas o mesmo se aplica para travestis, trans e lésbicas", acrescenta.

Além da Gaymada, os blocos LGBT que aguardam maior público são: Bloco Agrada Gregos e o Minhoqueens, no sábado; o Bloco do Desmanche, no domingo; a Love Fest, na segunda; e o Sai, Hétero!, na terça-feira.

Confira abaixo os horários e locais de concentração dos blocos que sairão em todas as regiões da cidade a partir de amanhã:

blocos_sp2018b (1).jpg