Home Trabalho Reunião entre professores e governo do Paraná é adiada
em greve

Reunião entre professores e governo do Paraná é adiada

Apesar de paralisação já durar 12 dias, governador Beto Richa (PSDB) pediu mais algumas horas para avaliar as propostas da categoria
Publicado por Ricardo Gozzi, para a RBA
09:43
Compartilhar:   

A reunião entre representantes do governo do Paraná e do sindicato que representa os professores do estado (APP) foi adiada para o período da tarde. A pedido do secretário da casa civil, Eduardo Sciarra, a reunião passou das 10h para as14h30 de hoje (20). O governador Beto Richa (PSDB) pediu mais algumas horas para analisar as propostas dos professores.

A greve dos professores do Paraná ja dura 12 dias, com adesão quase total e um acampamento permanente de centenas de professores em frente à sede do Executivo e do Legislativo do estado.

O anúncio foi feito pelo presidente da APP, Hermes Leão, que em seguida convocou uma caminhada até o Tribunal de Justiça para protestar contra a medida adotada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

O tribunal aprovou ontem  o pagamento de auxílio-moradia aos 20 conselheiros, auditores e procuradores do organismo. Cada um deles receberá mensalmente uma adição de R$ 4.377,74 nos próprios vencimentos sem que seja preciso prestar contas sobre o uso do dinheiro. Estima-se que a decisão em causa própria dos conselheiros custará aos combalidos cofres públicos paranaenses cerca de R$ 1 milhão por ano.

Em breve mais informações