Home Trabalho Trabalhador da Fundação Casa quer salário melhor e cumprimento de acordo

Trabalhador da Fundação Casa quer salário melhor e cumprimento de acordo

Servidores protestam nesta segunda; eles querem participar da elaboração do Plano de Cargos
Publicado por vanessaramos
11:27
Compartilhar:   

São Paulo – Os trabalhadores da Fundação Centro de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente (Fundação Casa) promovem hoje (13) ato público, às 14h, no bairro da Luz, na região central de São Paulo, para reivindicar reajuste salarial e cumprimento de acordos assumidos em março deste ano pelo secretário estadual de Planejamento e Desenvolvimento Regional de São Paulo, Júlio Semeghini.

Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Entidades de Assistência e Educação à Criança ao Adolescente e à Família do Estado de São Paulo (Sitraemfa), Júlio Alves, o governo criou um Grupo de Trabalho (GT) para reformular o Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS), do qual deveriam participar o sindicato e as secretarias de Planejamento, da Justiça e a Casa Civil. Na última hora, porém, os representantes dos trabalhadores afirmam ter sido excluídos do grupo.

“O sindicato é hoje o órgão mais competente para apontar os erros de dois planos anteriores feitos pelo governo e que não deram certo, além de ser a representação dos trabalhadores. Não concordamos com esse descumprimento”, disse Alves.

Para o dirigente, um dos principais problemas do plano refere-se à distorção salarial entre servidores que exercem os mesmos cargos. “O PCCS que existe atualmente é desatualizado e cheio de erros, causando desigualdade salarial entre os servidores. Esse diálogo precisa ser feito de forma aberta e com a presença do sindicato”, afirmou Alves.

Outras exigências da categoria referem-se a segurança e contratação de maior número de servidores. “Lidar com adolescentes infratores não é uma tarefa fácil. Por isso, defendemos, além de um salário digno, melhores condições de trabalho nas unidades”, observou o dirigente.

A Fundação Casa possui atualmente 10.800 funcionários. De acordo com o Sitraemfa, seriam necessários 15.981 servidores para as cerca 150 unidades no estado de São Paulo, considerando os setores administrativos.

Ato público

Rua Florêncio de Abreu, 848, em frente ao metrô Luz, região central de São Paulo, às 14h

Leia mais

» Trabalhadores da Fundação Casa, em São Paulo, podem entrar em greve

» Trabalhador da Fundação Casa adia greve à espera de contraproposta