Você está aqui: Página Inicial / Trabalho / 2012 / 05 / Agricultores familiares comemoram retomada de negociação com o governo

Agricultores familiares comemoram retomada de negociação com o governo

por Terlânia Bruno, RBA publicado , última modificação 23/05/2012 16h45

São Paulo – Após ocupação do prédio do Ministério da Fazenda na manhã de hoje (23), trabalhadores rurais, coordenados pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar (Fetraf-Brasil), reuniram-se com representantes da pasta e conseguiram retomar a pauta de negociações com o governo federal. De acordo com o secretário-geral da entidade, Marcos Rochinski, esse foi o resultado mais importante das manifestações que ocorreram em vários estados. "Nós não estávamos conseguindo avançar na negociação e hoje a gente destravou esse processo. Houve um conjunto de encaminhamentos que devem ser discutidos a partir de amanhã", disse o dirigente. 

Segundo Rochinski, a pauta foi dividida em três eixos principais: um voltado para a discussão de políticas agrícolas, em conjunto com o Ministério do Desenvolvimento Agrário; outro, sobre os recursos hídricos, envolvendo o Ministério da Integração e o do Desenvolvimento Social; e um terceiro eixo, sobre reforma agrária, a ser debatido com o Incra e o Ministério do Desenvolvimento Agrário. "A gente está conseguindo chegar naquela que era a nossa proposta inicial: fazer a negociação de forma articulada com os diferentes ministérios que têm a ver com a construção dessas políticas", comemorou. 

Em relação aos pontos considerados mais emergenciais pela federação, como um plano de combate à estiagem nos estados do Sul, o seguro agrícola e a liberação de recursos para assentamento da reforma agrária, houve o compromisso da Secretaria-Geral da Presidência da República e do Ministério da Fazenda de anunciar medidas até a próxima quarta-feira (29).

"A justificativa que nos deram é que o governo já está com algumas questões encaminhadas, mas não podem ser divulgadas porque dependem de decisão presidencial", disse o dirigente.

Amanhã, às 9h, dirigentes da Fetraf-Brasil voltam a se reunir com representantes do Ministério da Fazenda. "Esperamos que até a semana que vem, conforme o combinado, as coisas avancem, e se não avançarem, nós estamos preparados para novas mobilizações", garante Rochinski.