eleições 2020

CUT lança plataforma para orientar eleitores na defesa da democracia

Ferramenta traz dados econômicos e sociais, bandeiras de luta e a visão da central de temas que precisam ser defendidos em prol dos trabalhadores

Agência Brasil
Urna eletrônica: eleições municipais de 2020, em 15 de novembro, conta com 147,9 milhões de brasileiros aptos a votar

São Paulo – A CUT lançou uma plataforma on-line para estimular os eleitores a responder a questão: em uma eleição com tantas opções de candidatos a vereador e prefeito, quais escolher? Olhando pela perspectiva dos trabalhadores, a resposta deve recair sobre quem defende a democracia, o emprego e o meio ambiente.

A plataforma é voltada ajudar o cidadão a eleger candidatos que se identificam com as lutas da classe trabalhadora. Para isso, a ferramenta traz dados econômicos e sociais, bandeiras de luta e a visão da central sobre temas que precisam ser defendidos. Sobretudo diante dos sucessivos ataques aos direitos dos trabalhadores cometidos pelo governo de Jair Bolsonaro.

Para a central, as eleições municipais de 2020, em 15 de novembro, com 147,9 milhões de brasileiros aptos a votar, são cruciais. Especialmente diante de um governo que não tem propostas para a classe trabalhadora, a não ser a retirada de direitos.

Assista à reportagem do Seu Jornal, na TVT, sobre a plataforma lançada pela CUT

A CUT defende que é preciso apoiar candidaturas que contenham alguns elementos essenciais. Por exemplo, que se proponham a construir um novo paradigma de sustentabilidade política, econômica, ambiental e social. Que defendam uma gestão pública transparente e eficiente. E que tenham como principal objetivo a promoção da cidadania, a vigência de princípios democráticos e o emprego e a garantia de direitos.

Política e transformação

Após visitar municípios do interior do Pará, em viagem de apoio às candidaturas comprometidas com a classe trabalhadora naquele estado, a secretária-geral da CUT, Carmen Foro, lembra que o país vive momento traumático desde o golpe de 2016 e que a plataforma da CUT para eleitores traz um conjunto de orientações para que os trabalhadores possam lutar por essas questões nos seus municípios. “Política é fazer transformações. Para o bem ou para o mal, dependendo de qual o projeto que a sociedade escolhe. Por isso, a CUT faz essa orientação política todos os anos. Nas eleições, toma posição de que lado vai estar, que é o lado da democracia, dos direitos, das condições básicas de vida para as pessoas”, afirma.

Com o lema “Defender a Vida, os Empregos e a Renda da Classe Trabalhadora”,  a CUT apresenta propostas que vão ao encontro das necessidades reais dos trabalhadores, entre elas a proteção à vida, à moradia, à renda e ao trabalho, alimentação adequada, educação e transporte acessíveis e de qualidade, combinados com ampla participação popular para a definição dos rumos dessas políticas.

 “As pessoas moram no município e é lá que vão sentir a ausência dos serviços públicos, na área da saúde, educação, saneamento. O ataque aos servidores públicos com a reforma administrativa é em nível federal, mas vai descer para um patamar municipal”, completa Carmen Foro.

Confira a plataforma da CUT para as eleições 2020