Prefeitura de SP

Covas assume a ponta; e Boulos encosta em Russomanno, que derrete, diz XP/Ipespe

Atual prefeito registrou melhora na avaliação de governo e subiu dois pontos nas intenções de votos. Já Russomano vem decaindo, após registrar pico de 28%. Boulos saltou de 12% para 16%

Patrícia Cruz/Reprodução
Atual prefeito lidera, enquanto Russomano e Boulos disputam vaga no segundo turno

São Paulo – A pouco mais de duas semanas do primeiro turno das eleições municipais, o atual prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), com 27%, assumiu a liderança na disputa, segundo pesquisa XP/Ipespe divulgada publicada pelo jornal Valor Econômico nesta quinta-feira (29). Celso Russomanno (Republicanos), que aparecia em primeiro no levantamento anterior, marcou 22%, e segue em tendência de queda. Por outro lado, Guilherme Boulos (Psol) registrou 16% e continua subindo.

Com margem de erro de 3,5 pontos percentuais, Russomanno e Boulos estão tecnicamente empatados, acirrando a disputa por uma das vagas no segundo turno.

Depois deles, o ex-governador Márcio França (PSB) registrou 8% das intenções de votos, mesmo percentual dos últimos levantamentos. Jilmar Tatto (PT), com 5%, cresceu um ponto em relação à pesquisa anterior divulgada na semana passada. Ambos estão tecnicamente empatados.

Covas teve o crescimento paulatino desde o primeiro levantamento da série, em final de setembro, quando estava com 21%. Russomanno, no entanto, começou com 22%, chegou a 25% e agora vem derretendo. Além disso, Boulos registrou o maior aumento em relação à semana anterior, quando tinha 12% das intenções de voto.

A pesquisa XP/Ipesp traz ainda Artur do Val (Patriotas), com 4%. Ele é seguido por Andrea Matarazzo (PSD), com 3%, e Joice Hasselman, que marcou 2%. Orlando Silva (PCdoB) e Levy Fidelix (PRTB) tem 1%. Os demais candidatos não chegaram a pontuar.

Espontânea

Quando perguntados livremente sobre em quem iriam votar, sem apresentar o nome dos candidatos, Covas aparece com 20%. Entretanto, nessa modalidade espontânea, Boulos, com 13%, já aparece à frente de Russomanno, que tem 12%.

2º turno

Na disputa com Covas, num eventual segundo turno, Russomanno também vem desidratando. Nesse levantamento, o atual prefeito venceria com 50% dos votos, contra 37% do candidato apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro. O total de brancos e nulos também caiu para 11%, contra 16% anteriormente. Outros 3% não souberam responder.

Na semana passada, a diferença entre os dois era de apenas 3 pontos percentuais, quando Covas tinha 42% e Russomanno 36%. Em meados de outubro, ambos apareciam numericamente empatados, com 40%.

Contra Boulos, Covas se mantém praticamente estável na liderança, com 52%, um ponto a mais do que na pesquisa antecedente. No entanto, a diferença entre os dois vem diminuindo. Já que Boulos saltou de 20% para 25%. Nesse cenário, brancos e nulos somam 20%. Outros 3% não souberam responder.

Detalhes

Segundo a reportagem do Valor, Russomanno perdeu apoio entre pessoas com renda até dois salários mínimos, os que estudaram até o Ensino Fundamental, e também entre os jovens e mulheres. Além disso, 49% dos seus eleitores dizem que poderiam votar em Covas. Na contramão, apenas 26% do eleitorado tucano afirmam que poderiam apoiar o rival. Outra fatia de 17% de antigos eleitores de Russomanno ainda estão a procura de um candidato.

Covas também registrou leve melhora na sua aprovação como prefeito. Os que consideram sua gestão ótima ou boa subiram, de 34% para 35%. Também aumentou, de 40% para 43%, os que consideram regular. Por outro lado, os que consideram Covas ruim ou péssimo caíram, de 25% para 22%.

A pesquisa ouviu 800 pessoas da cidade de São Paulo em entrevistas telefônicas, entre os dias 26 e 27 de outubro.


Leia também


Últimas notícias