redes sociais

‘Manchetômetro’ aponta Boulos como candidato mais compartilhado no Facebook

De acordo com o ranking, Boulos obteve quase 116 mil compartilhamentos e alcançou um milhão de pessoas

FACEBOOK/GUILHERME BOULOS
Levantamento foi feito pelo Manchetômetro, que monitora as páginas públicas dos candidatos às prefeituras das capitais brasileiras na rede social.

São Paulo – O candidato à Prefeitura de São Paulo pelo Psol, Guilherme Boulos, é o político mais compartilhado do Facebook, desde o início das campanhas eleitorais, em 27 de setembro. O levantamento foi feito pelo Manchetômetro, que monitora as páginas públicas dos candidatos às prefeituras das capitais brasileiras na rede social.

De acordo com o ranking, Boulos obteve quase 116 mil compartilhamentos no Facebook. Na sequência estão: o candidato paulistano Mamãe Falei (Patriotas) com 35 mil; a candidata em Porto Alegre pelo PCdoB, Manuela D’Avila, com 27 mil; e Marcelo Crivella (Republicanos), que concorre à prefeitura do Rio de Janeiro, com 22 mil posts compartilhados.

O Projeto M Facebook, do Manchetômetro, observou 7.472 posts nas 319 páginas da amostra, que resultaram em 595.511 compartilhamentos. Os principais recursos utilizados nos posts foram fotos (62%), vídeos (32%), links (3%) e somente texto (2%).

Associação a Bolsonaro

O monitoramento do grupo de pesquisadores mostra que o presidente Jair Bolsonaro é o político mais referenciado nas postagens, com candidatos que tentam se associar ao líder de extrema-direita. Por outro lado, Guilherme Boulos teve nove postagens no Facebook entre as vinte mais compartilhadas, com críticas ao governo federal.

O atual prefeito do Rio de Janeiro e que busca sua reeleição, Marcelo Crivella, teve duas postagens relacionadas à campanha e com foco em sua aliança com o presidente Bolsonaro. Aparecem também no ranking, Breno Mendes (Avante), candidato de Porto Velho, e Luiz Lima (PSL), do Rio de Janeiro, com postagens apoiando as políticas de Jair Bolsonaro.

À Rádio Brasil Atual, o professor da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo Aldo Fornazieri criticou a nacionalização do pleito municipal e foi enfático ao dizer que as questões nacionais não interferem tanto na escolha nas cidades. “Os candidatos que buscam uma politização nacional tendem a perder. Em São Paulo, quem mais tenta nacionalizar a campanha é Russomanno, vinculando-se ao presidente da República. É duvidoso que esse tipo de estratégia tenha efeito”, explicou.

Engajamento no Facebook

O engajamento no Facebook é qualquer interação que alguém faça tanto com a sua página quanto com algum dos seus posts, seja reação, comentário ou compartilhamento. Em Porto Alegre, foram observados 443 posts nas 13 páginas de candidatos. As candidaturas que mais possuem engajamento são da esquerda: Manuela D’Ávila e Fernanda Melchionna (Psol).

Em São Paulo, foram observados 705 posts nas 14 páginas de candidatos à prefeitura. O ranking paulistano é dominado pelo candidato do Psol, Guilherme Boulos, que alcançou 1 milhão de pessoas. Jilmar Tatto (PT) é o quinto colocado, a frente de Celsos Russomanno, com 44 mil interações.

No Rio de Janeiro foram observados 410 posts nas 14 páginas da amostra. O destaque no ranking carioca é Marcelo Crivella. A candidata Benedita da Silva (PT) aparece em terceiro, com 58 mil engajamentos no Facebook.

Esse é o primeiro relatório do Manchetômetro sobre as redes sociais nas eleições municipais de 2020. O site promete ainda divulgar um relatório semanal listando as vinte postagens mais compartilhadas das 26 capitais brasileiras, além de uma análise sobre os posts que incitaram maior engajamento especificamente em seis capitais.


Leia também


Últimas notícias